Jaborandi Verdadeiro e Falso

por Fabian László

Você sabia que existem duas plantas com o nome de Jaborandi sendo comercializadas e que uma delas, a falsa, não tem nada a ver com os princípios ativos da verdadeira?

Pois é, o mais conhecido Aperta ruão ou falso Jaborandi é uma planta da família das pimentas e vem sido utilizada em shampoos e loções de forma enganosa, pois não possui os efeitos químicos e farmacológicos do verdadeiro Jaborandi.

O Pilocarpus pennatifolius, que é a planta verdadeira, possui uma substância conhecida como Pilocarpina, utilizada pela indústria farmacêutica para problemas de glaucoma e também com efeito comprovado para a queda de cabelo.

Porém, o Piper aduncum não possui esta substância e, se tem algum efeito como tônico capilar, ele ainda não foi comprovado e se ele existir, seria devido a um efeito urtigante e irritativo do couro cabeludo das pessoas (causado pela pimenta), o que poderia, ainda com algumas sombras de dúvidas, estimular o crescimento dos fios capilares.

Existe um problema sério com relação ao Jaborandi e que também ocorre com outras plantas. Quando os cientistas estrangeiros vieram até o nosso país, pesquisar esta planta, levaram mudas dela para o seu país com o objetivo de retirar dela a Pilocarpina, visto esta substância ser extremamente cara para ser sintetizada dentro de laboratórios, sendo por isso inviável para a aquisição pública no tratamento do glaucoma, e muito menos como tônico capilar.

Os cientistas cultivaram esta planta em herbários e vieram a descobrir que ela não produz a Pilocarpina longe do seu habitat natural, dentro da nossa Mata Atlântica. Daí, o Jaborandi atualmente estar entrando em extinção na Mata Atlântica, devido à sua caça indiscriminada para fabricar medicamentos e colírios em outros países. Se continuar da forma como está, daqui a uns 10 anos não haverá Jaborandi nem os remédios que dele são feitos.

Outra situação que vem ocorrendo com o Jaborandi Pilocarpus, é que depois da Lei de Patentes aprovada pelo nosso presidente FHC, os estrangeiros têm vindo até nosso país e patenteado os princípios ativos de nossas plantas. O princíupio ativo do Jaborandi já foi patenteado segundo algumas referências e parece que até do próprio Quebra-Pedra o está sendo também, o que quer dizer que, depois, nós não poderemos mais desenvolver medicamentos utilizando o magnífico poder ativo destas plantas, só os estrangeiros!

Portanto da próxima vez que você for comprar seu Shampoo de Jaborandi no supermercado, fique atento e verifique a qualidade e idoneidade da marca, para que você não esteja comprando um produto falso, com o extrato do Piper aduncum, sem efeito tônico capilar. Ninguém iria procurar Jaborandi nas matas para fazer shampoo para os cabelos, com raras exceções, e mesmo que ele fosse cultivado com esta finalidade, é bem possível que esteja sem a Pilocarpina, portanto sem efeitos.

Publicado no Jornal Filhos do Sol – 2000

+ informações: [ A BATALHA DAS PATENTES ]

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s