Projeto de lei quer autorizar cultivo da maconha industrial na Califórnia

19:38 28/08

Patricia Leigh Brown

STRATFORD, Califórnia – A política de Charles Meyer é tão estável e invariável como as fileiras da plantação de algodão em sua fazenda em Central Valley. Com seus olhos azuis e comportamento à la Clint Eastwood, ele é firmemente a favor da guerra no Iraque, contra o controle da posse de armas e acredita que as pessoas que não queiram recitar o voto da obediência deveriam ser expulsas dos Estados Unidos, e logo.

Mas o que o deixa animado é a plantação que ele vê como uma sorte inesperada em potencial para os fazendeiros californianos: a maconha industrial, ou cannabis sativa(*). O rápido crescimento da planta com uma variedade de usos aparentemente infinita se opõe às leis federais americanas devido a sua associação com sua irmã gêmea maquiavélica, a popularmente conhecida como marijuana.

“A maconha industrial é um produto benéfico”, afirmou Meyer, 65 anos, que afirma que sempre manteve distância de qualquer entorpecente ou alucinógeno.

“O fato de nós não plantarmos é estúpido”, afirmou Meyer.

As coisas poderiam mudar caso uma medida fosse aprovada pelos legisladores em Sacramento e a partir daí que o governador Arnold Schwarzenegger a transformasse em lei. O projeto de lei chegou à mesa do governador na semana passada. Ele agora tem 30 dias para assiná-lo ou vetá-lo.

Sete estados americanos aprovaram projetos de lei apoiando a plantação da maconha industrial; sua estratégia tem sido tentar obter permissão do Drug Enforcement Administration (DEA) para procederem. Porém a Califórnia é o primeiro estado que iria desafiar diretamente a proibição federal, argumentando que ele não necessita de uma permissão do DEA, ecoando a luta do estado com as autoridades federais para a legalização da maconha para fins medicinais. O projeto de lei da maconha exigiria que os fazendeiros que a produzem fizessem testes nas plantações para garantir que a variedade da maconha é não-alucinógena, e os autores do projeto afirmam que ele foi escrito com muita cautela para evitar conflitos com o Ato de Controle de Substâncias.

No entanto, tais esforços não satisfizeram as autoridades estaduais e federais responsáveis, que argumentam que os campos da maconha industrial só serviriam como esconderijos para a maconha ilícita. A Narcotic Officers Association da Califórnia é contra o projeto de lei, e um porta-voz do gabinete nacional de Políticas de Controle de Drogas, em Washington, afirmou que a medida é impraticável.

Schwarzenegger, governador republicano disputando a re-eleição, não declara suas opiniões ou intenções.

Centenas de produtos feitos a partir da maconha, de barras energéticas a óleo de maconha, são feitos na Califórnia, dando à planta proibida uma aura capitalista. Porém, os fabricantes devem importar a matéria-prima, a maior parte do Canadá, onde o cultivo da maconha foi legalizado em 1998.

Fonte: [ Último Segundo ]

(*) Na verdade, trata-se da espécie Cannabis ruderalis, com teor quase inexistente de THC. [N.E.]

Deixe um comentário

Arquivado em Cannabis

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.