Site divulga a flora cearense

O pesquisador cearense Antônio Sérgio lançou um site apresentando cerca de 120 espécies de plantas do sertão, serra e litoral do Ceará. Sem apoio financeiro ou incentivo para pesquisa, ele financia as próprias viagens para fotografar, e trazer amostras para identificação

Henriette de Salvi
da Redação

23/12/2006 14:38

Pelo menos seis vezes por ano Antônio Sérgio coloca a mulher e o casal de filhos, de 6 e 11 anos, no carro com destino a alguma região cearense. Com recursos próprios e sem apoio de nenhum órgão do governo ou instituição, ele faz sozinho um trabalho que, mesmo que ninguém tome conhecimento, beneficia a toda a população do Estado. O engenheiro agrônomo, especialista e apaixonado por botânica, fotografa e identifica todas as espécies de plantas no litoral, serra e sertão cearense.

“Tenho um gosto particular pelas plantas e a medida que procurava livros, estudos e publicações com plantas do Nordeste e, particularmente, do Ceará, não encontrava, especialmente imagens”. Antônio Sérgio começou então a produzir o próprio material de pesquisa. “A amostra é prensada, seca e enviada ao Herbário Prisco Bezerra da UFC (Universidade Federal do Ceará)”, conta. Ele explica que a identificação é o que demora mais tempo. “São meses, algumas vezes, anos de pesquisa. Avalio as folha, o fruto, a flor, em suas formas, característica, cor. É como uma pessoa, você observa as feições para identificar a família”, exemplifica.

O resultado é a união de um trabalho científico com conhecimento popular e arte. “O site http://www.floradoceara.com está no ar desde 25 de agosto e já apresenta 120 espécies de plantas separadas por serra, sertão e litoral. Cada uma tem uma foto, seu nome científico e o nome popular, quando há”. Ele conta que o conhecimento das pessoas mais antigas sobre a flora local está se perdendo. “Os mais jovens não conhecem e não tem interesse”, avalia.

Para o pesquisador, além dos jovens, os governos também não dão o devido valor às espécies de plantas existentes na região. “Estas imagens lindas das fotos, infelizmente, escondem uma triste realidade. Alguns locais aos quais volto um ou dois anos depois já não existem mais. É como se não houvesse lei. A degradação de algumas áreas não respeita nem espécies em extinção”, lamenta. Ele conta que quando não se conhece o valor utilitário de determinada espécie de planta, usa-se o terreno para outros fins. “Mas a natureza não pode ser medida apenas pelo quanto ela nos dá. Ela tem que ser respeitada”, afirma.

O objetivo de Antônio Sérgio é que o site consiga apresentar pelo menos 1.000 espécies de plantas do Ceará. “O conhecimento liberta, instrui e, com isso, o ser humano passa a agir”, filosofa. Ela acredita que se houver algum tipo de apoio para,o crescimento do site, a divulgação dos bens naturais pode ajudar a conscientizar as pessoas sobre a importância de se preservar todas as espécies. “Mais de 50% dos remédios para o câncer vem diretamente da natureza. Podemos estar destruindo a fonte dos outros 50%”, avisa. “Uma, duas ou três vidas não seriam suficiente para que eu conhecesse todas as espécies de plantas existentes, mas cada uma delas é importante, precisamos só aprender a respeitá-las e valorizá-las”, conclui.

SERVIÇO

Site Flora do Ceará
www.floradoceara.com

Fonte: Jornal O Povo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.