Teruel defende estudo sobre plantas no combate contra dengue

O deputado estadual Pedro Teruel – PT, presidente da Comissão de Trabalho, Cidadania e Direitos Humanos e propositor da CPI da Dengue, defendeu hoje a realização de estudos sobre a utilização de plantas medicinais no tratamento da doença e no combate ao mosquito Aedes aegypti.

“Há algumas espécies de plantas com características de amenizar o sofrimento de quem está com dengue. E o tratamento homeopático tem sido mais barato que os remédios tradicionais. Se houver no próximo ano uma nova epidemia como a atual, estaremos preparados para o tratamento de pessoas com sintomas do vírus da dengue com baixo orçamento, priorizando recursos para a prevenção de focos de reprodução e proliferação do mosquito”, descreve Teruel.

O deputado cita um tratamento que começou a ser praticado há um mês em São José do Rio Preto – a 440 quilômetros de São Paulo. A iniciativa que já foi aplicada durante epidemia no ano passado em Cuba consiste no uso de um medicamento homeopático

Que alivia os sintomas da dengue desenvolvido pelo Ambulatório de Homeopatia da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto – Famerp, associando três substâncias.

Foram gastos R$ 500 para produzir 50 frascos com gotas suficientes para atender 50 mil pacientes.

O objetivo do medicamento é reduzir a febre e dores pelo corpo dos pacientes durante o tratamento. As pessoas que não contraíram o dengue também podem administrar a dosagem para que a intensidade da doença diminua em caso de contaminação. Não há efeitos colaterais e nem contra-indicações e uma dose equivale a duas gotas.

“É preciso utilizar todos os meios de tratamento e de combate à doença. A utilização de homeopatia no tratamento das pessoas com o vírus da dengue é equivalente à utilização de aeronaves no trabalho de prevenção. São ações que devem ser analisadas cuidadosamente pelos técnicos e profissionais de cada setor para que Mato Grosso do Sul não tenha mais casos, contribuindo negativamente para que o Estado tenha metade dos casos de dengue no Brasil”, descreve Teruel.

O parlamentar também ressalta que medidas urgentes foram tomadas pelo Poder Público em outras regiões do Brasil com índice de casos inferior ao de Mato Grosso do Sul. São José do Rio Preto, por exemplo, priorizou as atividades de combate e novas técnicas de tratamento com 0,94% da população com dengue. Cuba decretou epidemia quando 1% da população sofria efeitos da doença. Mato Grosso do Sul a dengue atingiu 2,5% dos habitantes nos últimos dias. Já são mais de 60 mil casos registrados.

Fonte: MS Notícias

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.