As melhores plantas para filtrar o ar interior

Ter boa qualidade de ar interior é muito importante, pois hoje passamos grande parte do tempo dentro de lugares fechados.

A NASA efetuou um estudo para determinar quais as melhores plantas para filtrar o ar da estação espacial. Eis a lista de plantas boas para absorver não só CO2, mas também benzeno, formaldeído e tricloroetileno.

  • Hera-comum, Hedera helix
  • Clorófito, Chlorophytum comosum
  • Scindapsus aures or Epipremnum aureum
  • Spathiphyllum ‘Mauna Loa’
  • Sempre-verde, Aglaonema modestum
  • Chamaedorea sefritzii
  • Espadas-de-São-Jorge, Sansevieria trifasciata ‘Laurentii’
  • Filodendro, Philodendron oxycardium, sinónimo Philodendron cordatum
  • Philodendron bipinnatifidum, sinónimo Philodendron selloum
  • Philodendron domesticum
  • Dracaena marginata
  • Pau-da-felicidade, Dracaena fragrans ‘Massangeana’
  • Dracaena deremensis ‘Janet Craig’
  • Dracaena deremensis ‘Warneckii’
  • Ficus benjamina
  • Gerbéra, Gerbera jamesonii
  • Chrysantheium morifolium
  • Árvore-da-borracha, Ficus elastica

>>>

Plantas que purificam o ar

Uma árvore, um amigo. Uma planta… um filtro de ar? Os especialistas acreditam que é possível a combater a poluição interior e criar uma estufa caseira amiga do ambiente.

Mesmo nas casas e escritórios mais limpos, muitas toxinas sintéticas libertam-se no ar, provenientes de tintas, carpetes, colas, impressoras a laser, mobília e produtos de limpeza. Uma das formas mais naturais e ecológicas para limpar a casa ou o escritório de poluentes aéreos é colocar uma planta por cada 10 m2 de espaço interior. Uma divisão com plantas limita a inalação diária de benzeno, formaldeído e tricloroetileno.

1. Filodendro com folha em forma de coração (Philodendron Scandens)

Descrição: Uma das plantas de sala mais comuns e também a melhor a filtrar as toxinas dos espaços fechados. Conhecida como hera de sala, o filodendro com folha em forma de coração tolera diversas condições.

Cuidados: Mantenha-a num vaso com terra normal ligeiramente húmida. Deve colocá-la em zona iluminada, protegida da luz directa do Sol, com temperaturas quentes e humidade reduzida.

2. Filodendro com folha em forma de orelha de elefante (Philodendron Domesticum)

Descrição: Também conhecido como filodendro com folha em forma de espada, o Philodendron domesticum tem folhas estreitas, em forma de flecha, de 40 a 60 cm. Com suporte, as suas flores brancas e verdes podem subir a uma altura considerável.

Cuidados: Cresce melhor em condições de temperatura e luminosidade moderadas, com terra normal húmida que seque entre cada rega.

3. Dracaena Massangeana (Dracaena Fragrans)

Descrição: Também conhecida como planta do milho, esta planta da família das Agavaceae cresce lentamente e é caracterizado por faixas amarelas no centro das folhas. Ao longo do ano, pode dar frutos e flores discretos.

Cuidados: Mantenha-a em temperaturas moderadas a quentes e afastada da luz solar directa. A dracaena fragrans deve ser plantada em terra normal e regada muitas vezes para que esteja sempre molhada ou húmida.

4. Hera Trepadeira (Hedera Helix)

Descrição: Também conhecida como hera das Canárias, tem folhas escuras e enervadas. Embora sem flor, as videiras trepadeiras da hedera helix podem ajustar-se para formar topiarias ou caírem em cascata por cima de potes. Muito eficaz na filtragem do ar de espaços fechados, mas também muito susceptível a pesticidas. Sobrevive melhor ao ar livre.

Cuidados: a hedera helix necessita de ar fresco e da brilhante luz solar. Também deve ser mantida em temperaturas frescas para moderadas em terra húmida, no vaso ou no jardim.

5. Clorofito (Chlorophytum Comosum)

Descrição: Natural da África do Sul, os clorofitos propagam-se com muita facilidade e são provavelmente melhor conhecidas pelas plantas pequenas que caem da planta maior.

Cuidados: Os clorofitos estão bem em casa ou ao ar livre desde que sejam mantidos num ambiente fresco e com acesso a luz solar directa. Cresce melhor em terra normal que se possa manter húmida.

6. Dracaena Janet Craig (Dracaena Deremensis)

Descrição: Fácil de manter, é a planta de sala de mais lento crescimento. Conhecida pelas suas folhas grandes e brilhantes que nascem num tronco central, esta planta pode tornar-se muito alta e funciona bem como uma planta de chão.

Cuidados: Cresce melhor em pouca luz ou luz difusa. Pode tolerar uma larga variedade de condições, mas a terra deve estar bem molhada ou húmida.

7. Dracaena Warneck ou ‘Warneckii’ (Dracaena Deremensis)

Descrição: Nativa da África tropical, pode chegar aos 3,5 metros. A Warneckii é descrita como uma planta de chão, com folhas largas e verdes (ou verdes e brancas listadas) que formam um cacho tropical em cima de um tronco longo e fino.

Cuidados: Embora tolerante a condições de seca, a Warneckii deve crescer numa área de pouca luz e ser regada diariamente.

8. Ficus (Ficus Benjamina)

Descrição: Árvore muito popular que liberta o ar de espaços fechados de toxinas naturais. Embora possa chegar aos 15 metros de largura e 30 de altura, é adequada para o interior de casa e dura muitos anos.

Cuidados: Deve ser mantida húmida, mas não em demasia. Cresce melhor em terra normal e em pleno sol.

9. Pothos Dourado (Epipiremnum Aureum)

Descrição: Também conhecido como a hera de Diabo, é uma videira baixa que cresce com muita facilidade. Com folhas douradas e marmoreadas, esta nativa das Ilhas Salomão tem quatro variedades que devem ser tratadas do mesmo modo.

Cuidados: Muito tolerante, embora se desenvolva melhor à sombra, ou em áreas da casa pouco iluminadas. A terra deve ser mantida húmida e permitir que seque entre as regas.

10. Lírio da paz ou Mauna Loa (Spathiphyllum)

Descrição: o lírio de paz é distinguido pela sua flor branca, de forma oval, que rodeia um cacho branco. As folhas verdes escuras podem ter mais de 30 cm de comprimento, e a altura total situa-se entre os 30 cm e 1,2 metros.

Cuidados: Os lírios da Paz crescem melhor sob luz indirecta e entre temperaturas moderadas a quentes. Terra húmida, mas não em demasia. Permitir que a água em excesso seja drenada do solo humedecido.

Fonte: Relatório Interior Landscape Plants for Indoor Air Pollution Abatement, 1989 (NASA)

Pode encontrar este artigo em:
http://saude.sapo.pt/100_natural/artigos/geral/solucoes_naturais/ver.html?id=894722

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Meio Ambiente

2 Respostas para “As melhores plantas para filtrar o ar interior

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s