Pimentão lidera uso irregular de agrotóxico, diz estudo

Por AE

[img:agrotoxico.JPG,full,alinhar_esq_caixa]São Paulo – O pimentão foi o alimento que apresentou o maior índice de agrotóxico entre as 17 variedades de produtos analisadas no ano passado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). De 101 pimentões coletados em supermercados para o exame toxicológico, 65 (64,36%) continham agrotóxicos em quantidade muito superior ao que é permitido – um miligrama por quilo, verificado no período de 14 dias entre a aplicação e o consumo. Esse é o padrão internacional adotado também pelo Brasil.

Também chamou a atenção da Anvisa o uso de agrotóxicos não permitidos em todas as culturas analisadas. Ingredientes ativos banidos nos países desenvolvidos – como o acefato, o metamidofós e o endossulfam – foram encontrados de forma irregular em produtos como abacaxi, alface, arroz, batata, cebola, cenoura, laranja, mamão, morango, pimentão, repolho, tomate e uva. “Desde 2008, o Brasil é o país que mais consome agrotóxico no mundo”, afirmou o gerente de toxicologia da Anvisa, José Agenor.

Somados todos os exames, o uso irregular de agrotóxicos corresponde a 15,28% dos alimentos analisados. Depois do pimentão, os campeões [???] em agrotóxico são o morango (36%), a uva (32,67%) e a cenoura (30,39%). A Anvisa analisou no ano passado 1.773 amostras de 17 alimentos. Desde 2001 é feito o monitoramento – mas, no início, poucos Estados participavam. Eram coletados apenas 9 tipos de produto. No ano passado, o controle passou a ser feito em todo o País, agora com 17.

As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

Fonte: [ Yahoo Notícias ]

>>>

Nota do editor: campeões? Na boa? Que me desculpem a expressão, mas quem foi o f**** da p*** que escreveu tamanha barbaridade?

Onde que já se viu dizer que alimentos contaminados com agrotóxicos podem ser campeões em alguma coisa? Não existe mérito nenhum em assassinar e provocar inúmeras doenças, contaminar lençóies freáticos, acabar com a biodiversidade…

Pior é a declaração do atual Ministro da Saúde, José Gomes Temporão:


— Eu mesmo já cortei (esses alimentos). Agora, vai do critério de cada um. E a dica é esta: use produtos da época. Também é importante lavar bem as frutas, verduras e legumes antes do consumo

É mole? Vai do critério de cada um envenenar-se ou não com frutas, verduras e legumes, porque se depender do Ministério da Saúde, o BraZil vai continuar a ser o maior importador (e utilizador) de agrotóxicos do mundo!

[img:0910660.jpg,resized,centralizado]

Olhem então que interessante este trecho do relatório:


O trabalho de reavaliação em 2008 foi marcado por longa batalha judicial contra liminares favoráveis às empresas, impeditivas da reavaliação.

Ao final desse ano, a Anvisa derrubou as liminares e manteve o direito de dar continuidade ao seu trabalho. Estão previstas para o ano de 2009 as reavaliações dos seguintes ingredientes ativos: glifosato, abamectina, lactofem, triclorfom, parationa metílica, metamidofós, fosmete, carbofurano, forato, endossulfam, paraquate e tiram (RDC Nº 10 de 22/02/2008).

A cihexatina foi reavaliada em 2008. No entanto em função de uma decisão judicial, a decisão final não pôde ser publicada, sendo que a ANVISA conseguiu revogação da liminar em 17/02/2009.

O acefato também foi reavaliado em 2008, mas uma das empresas detentoras do registro impetrou mandato de segurança e o desfecho da ação foi a manutenção da segurança em favor da empresa.
” (Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos – PARA, 2008 – pág 2)

É brincadeira ?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Alimentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s