Cebola vira termômetro de poluição

Mariana Amaro, de INFO Online

SÃO PAULO – A cebola não serve só para temperar e provocar lágrimas em quem as descasca. Ela também pode medir a poluição.

[img:Cebola_poluicao_20090818165348.jpg,full,centralizado]

Pelo menos esta foi a conclusão de uma pesquisa feita pela Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, que utilizou os bulbos de cebolas para medir a qualidade das águas do rio Paraíba do Sul. O teste da cebola mostrou resultados ainda mais completos que os apresentados pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental, a Cetesb.

A tecnologia é simples. Os testes consistem em mergulhas os bulbos – de onde crescem as raízes – nas amostras de água coletadas do rio entre 2005 e 2007. Depois de alguns dias, quando as raízes tiverem crescido, é preciso cortá-las para analisar suas células, cuja capacidade de divisão é contínua.

Nessa análise, é possível descobrir alterações que comprometam o funcionamento das células, como anomalias cromossômicas causadas pela poluição da água.

Enquanto os testes da Cetesb com bactérias e microcrustáceos deram negativo para altos índices de material tóxico e presença de compostos que poderiam causar mutação celular, os testes feitos pela Unicamp apresentaram resultado positivo para outras amostras de água colhidas na mesma época.

Fonte: [ INFO Online ]

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Meio Ambiente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s