Arquivo do mês: setembro 2009

Mistura de urina humana e cinza serve como fertilizante

Os jardineiros que desejem cultivar com sucesso as suas plantas talvez tenham mais chance de se sair bem caso recorram à ajuda de suas lareiras e vasos sanitários. Uma nova pesquisa demonstra que uma mistura entre urina humana e cinzas geradas pela queima de madeira pode ajudar a produzir safras recorde de tomates.

De muitas maneiras, as duas substâncias servem como complemento natural uma à outra, explicou o diretor científico do estudo, Surenda Pradhan, cientista ambiental na Universidade de Kupio, na Finlândia (que também pesquisa baterias que geram energia alimentadas por urina).

A urina tem alto teor de nitrogênio, enquanto a cinza gerada pela queima de madeira tem elevado teor de nutrientes que não são encontrados na urina, a exemplo de cálcio e magnésio. A urina humana e a cinza vêm sendo usadas separadamente como fertilizantes já há séculos. Mas até agora ninguém havia estudo a possibilidade de aplicar uma combinação entre elas à tarefa.

Continuar lendo

3 Comentários

Arquivado em Cultivo, Meio Ambiente

Ciclistas espalham árvores na cidade de São Paulo

Jefferson Coppola/Folha Imagem
[img:09264154.jpeg,full,alinhar_esq_caixa](Ciclistas deixam o viveiro do parque Ibirapuera com árvores na garupa)

Com capacete e luvas, Lilia Diniz, 29, ajuda a apertar uma tira de corda em volta de uma enxada na bicicleta de Anderson Leal, 34. Depois, ele equilibra uma muda de árvore, uma palmeira juçara, de cerca de um metro na garupa da bicicleta dela.

São 8h30 de um domingo e eles estão no parque Ibirapuera, à espera de outras pessoas, que também vão carregar plantas, instrumentos e sacos com mais de 10 kg de terra.

Nenhum deles, no entanto, é funcionário do parque. Todos fazem parte de um grupo chamado Pedal Verde, que une o prazer da pedalada ao de preservar o ambiente. No último domingo de cada mês, desde março deste ano, eles saem de bicicleta pela cidade com a missão de plantar mudas em praças, canteiros e ruas carentes de verde.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Árvores, Meio Ambiente, Mudas

DNA de parasita da malária e de micróbio da fome da batata são similares

Gregory Bull -22.out.2000/AP
[img:0926497.jpeg,full,alinhar_esq_caixa](Pesquisadores no México carregam plantas mortas pelo P. infestans, micróbio causador da fome da batata irlandesa)

Certas pragas têm mais em comum do que a ciência imaginava. À primeira vista, uma doença que mata 1 milhão de crianças africanas por ano nada teria a ver com outra que destrói apenas batatas e tomates. Mas a recente decodificação do material genético deste ser matador de plantas mostrou surpreendentes semelhanças com o parasita causador da malária.

“Morcegos não são pássaros /golfinhos não são peixes/oomicetos não são fungos”, revela para quem estiver interessado a parte traseira de uma camiseta usada por membros do Laboratório Sainsbury, de Norwich, Reino Unido. Na frente, uma árvore de família mostra a posição dos tais oomicetos, parentes mais próximos de algas marrons do que de fungos, animais e plantas verdes.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Doenças

Milagres de Cristo podem ter sido feitos com maconha

Cientistas americanos divulgaram um estudo em que dizem que Jesus Cristo e seus apóstolos podem ter usado um óleo curativo a base de maconha para curar pessoas com doenças incapacitantes.

Segundo os cientistas, um bálsamo usado nos primeiros anos da era cristã continha um extrato de maconha chamado de kaneh-bosem.

O extrato, que é absorvido pelo corpo quando colocado em contato com a pele, poderia ter ajudado a curar pessoas que sofriam de várias doenças físicas e mentais.

Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Cannabis

Criado lubrificante industrial 100% biodegradável

Redação do Site Inovação Tecnológica – 28/08/2009

[img:010170090828_lubrificante_verde.jpg,full,alinhar_esq_caixa]O novo lubrificante industrial é feito à base de óleo de rícino e derivados de celulose, pertencendo a uma nova classe de materiais conhecida como “óleogel”. [Imagem: Sánchez et al.]

Pesquisadores da Universidade Huelva, na Espanha, desenvolveram uma graxa lubrificante para veículos e equipamentos industriais que não utiliza qualquer composto químico contaminante usado nos lubrificantes tradicionais.

O novo lubrificante industrial é feito à base de óleo de rícino e derivados de celulose, pertencendo a uma nova classe de materiais conhecida como “óleogel”, que tira suas propriedades lubrificantes dos materiais celulósicos.

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Biotecnologia, Meio Ambiente