Primeiro vírus das plantas que afecta humanos

Pimentão amarelo sendo lavado

Vírus que afecta pimentão pode causar transtornos no ser humano

Para os cientistas não é novidade a existência de doenças que podem ser transmitidas de animais para os seres humanos, como a sida, a raiva ou, mais recentemente, a gripe suína. Este é um problema que não se verificava com as doenças que afectam as plantas, pelo menos, até agora.

Uma equipa de investigadores da Universidade do Mediterrâneo, em Marselha, afirma que encontrou um vírus que afecta algumas variedades de pimentão que pode causar febres, inflamações e dores de cabeça nas pessoas.

Caso a investigação receba reconhecimento por parte da comunidade científica, este poderá ser o primeiro caso em que se verifica que um vírus das plantas pode provocar problemas de saúde.

O ser humano está muitas vezes em contacto com vírus que afectam as plantas e estes ficam alojados no organismo durante algum tempo. No entanto, nunca se tinha provado que um desses vírus tivesse um efeito prejudicial.

A equipa de investigadores, dirigida por Didier Raoult, efectuou uma análise do vírus, tendo depois efectuado um inquérito a 304 pessoas sobre a frequência com que estas sentiam febres, dores abdominais e irritações cutâneas. Do total de inquiridos, 21 tinham nas suas fezes ‘vírus do mosaico amarelo’, e verificou-se que padeciam de mais problemas de saúde.

Os resultados do trabalho desenvolvido são agora publicados num artigo da revista ‘PLosONE’.

Fonte: [ Correio da Manhã ]

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s