Guerra de sexos também existe entre as plantas

Genes do «pai» são relevantes na formação das sementes

Arabidopsis foi a planta usada nesta investigação

Uma investigação conduzida pela Universidade de Bath descobriu que, tal como nos animais, também há uma “guerras de sexos” entre as plantas quando se trata de aumentar a sua “prole”.

Os cientistas das universidades de Bath e Exeter e do Albrecht von Haller Institute for Plant Sciences, na Alemanha, pretendem agora que os resultados obtidos possam abrir portas para o aumento da produção de sementes e para uma melhoria na segurança alimentar da crescente população humana.

O estudo, financiado pelo Natural Environment Research Council (NERC) e pelo Biotechnology & Biological Sciences Research Council (BBSRC), foi publicado na “Proceedings da Royal Society B” e mostra, pela primeira vez, que as plantas do sexo masculino podem influenciar o tamanho das sementes.

Usando como planta modelo a Arabidopsis, os investigadores criaram plantas femininas com uma variedade de plantas masculinas e mediram o tamanho das sementes produzidas em cada par.Descobriram então que quando se cruza a planta fêmea com um tipo específico, ou genótipo de uma planta masculina, produzem-se sementes maiores, permitindo que o “pai” tenha “filhos” mais saudáveis, às custas da “mãe”.

Paula Kover, da Universidade de Bath, explicou que o tamanho da semente pode fazer uma enorme diferença para se saber se uma plântula – embrião vegetal já desenvolvido e ainda encerrado na semente – tem probabilidade de sobreviver.

Paula Kover, da Universidade de Bath

“Anteriormente acreditava-se que o tamanho das sementes era controlado apenas por genes da ‘mãe’, mas pela primeira vez, mostramos claramente que os genes transmitidos pelo ‘pai’ à planta também podem ter um efeito sobre o tamanho das sementes”, sublinhou, acrescentando que o próximo passo será identificar os genes específicos que influenciam o tamanho da semente.

De acordo com esta investigadora, “anteriormente, os especialistas em plantas consideravam apenas os genes da ‘mãe’ no processo de criação, pelo que este estudo poderá abrir portas a todo um novo grupo de genes que têm potencial para aumentar a produtividade das culturas”.

Clarissa House, da Universidade de Exeter, acrescentou ainda que “relativamente poucos estudos têm sido capazes de distinguir a influência de genótipos paternos para a aptidão da prole e os efeitos maternos”, sendo que este estudo “mostra claramente que os genes paternos são importantes”.

Fonte: [ Ciência Hoje PT ]

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Sem categoria

Uma resposta para “Guerra de sexos também existe entre as plantas

  1. Celio Pereira

    Diante o conteúdo lido, venho através desde breve comentário dizer que, as plantas, assim como diversas outras espécies tanto da flora quanto da nossa fauna, carecem de espaços como esses, para que possam ter o minimo de importância possível, podendo assim então, ter sua preservação absoluta e/ou a sua extinção revertida.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s