Pesquisa: plantas pensam, sentem e lembram

As plantas podem pensar, sentir e até lembrar, segundo os resultados da pesquisa apresentada por Cientistas poloneses na reunião anual da Sociedade de Biologia Experimental, realizada em Praga, República Checa.

As plantas realizam uma espécie de computação biológica, com base nas informações contidas na luz para imunizar-se contra doenças (Stanislaw Karpinski / Warsaw University of Life Sciences)

Nós emitimos um feixe de luz na parte inferior da planta e observou-se alterações na parte superior“, explicou o professor Stanislaw Karpinski da Universidade de Varsóvia de Ciências da Vida na Polônia, que conduziu esta investigação.

Karpinski considerou em pesquisas anteriores que os sinais químicos poderiam percorrer a planta inteira, permitindo sobreviver e responder às mudanças e tensões em seu ambiente. Mas neste novo estudo, sua equipe descobriu que a reação química estimulada pela luz em uma célula da folha, causou uma “cascata” de eventos imediatamente sinalizada para o resto da planta por meio de um tipo específico de célula.

PESQUISA

A descoberta desse tipo de células foi comparada ao descobrimento de um “sistema nervoso” nas plantas. “E as mudanças prosseguiram quando a luz foi desligada… Isso foi uma surpresa completa” disse Karpinski, assumindo a possibilidade de que as plantas podem “lembrar” a informação codificada na luz.

As imagens mostraram as reações químicas nas folhas que não foram expostos à luz

O resultado mais peculiar da pesquisa foi em relação às respostas químicas das plantas em relação à coloração da luz emitida sobre elas. Karpinsky suspeita que as plantas podem usar a informação codificada para estimular reações químicas de proteção.

“Quando infectamos uma planta (com um vírus ou as bactérias) 24 horas após a exposição à luz, ela resistiu a infecção (…) Mas quando a planta foi infectada antes da exposição à luz, ela não constituiu resistência. A planta tem uma memória específica para a luz que constitui a sua imunidade contra patógenos, e pode adaptar a diferentes condições de luz.” disse Karpinsky, cogitando que as plantas utilizam informações criptografadas para adquirir imunidade contra patógenos sazonais.

O Professor Christine Foyer, botânico da Universidade de Leeds na Inglaterra, considerou o estudo “um passo a frente” em nosso entendimento do assunto. “As plantas têm de sobreviver a estresses, como seca ou frio, conviver com ele e continuar crescendo. Isso requer uma avaliação da situação e uma resposta adequada – que é uma forma de inteligência”.

(Diário Online, com informações da BBC News)

Disponível online em: [ Diário do Pará ]

Fonte original (em inglês): By Victoria Gill – Science reporter, [ BBC News ]

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Curiosidades

4 Respostas para “Pesquisa: plantas pensam, sentem e lembram

  1. Pingback: Aprenda Alguma Coisa Todos os Dias #018 « Utilidade Particular

  2. Teddy Smitherman

    Keep going instance i just watched this site it’s at the start nowadays take a look whatever a real amazing blog page it again is.

    Curtir

  3. Este artigo foi postado em 15/07/2010: PESQUISA: plantas pensam, sente e lembram! Isso de acordo com cientistas poloneses; explicou o Professor S. Karpinski da Universidade de Varsóvia de Ciências da Vida na Polônia. Neste novo estudo (…), a equipe descobriu que a reação química estimuladora por luz em uma célula da folha (…), causou uma “cascata” de eventos imediatamente sinalizada para o resto da planta “por meio de um tipo específico de célula”. Esse tipo “específico” de célula foi comparada pelos pesquisadores, ao descobrimento de um SISTEMA NERVOSO VEGETAL, nas plantas! As mudanças continuaram mesmo após o desligamento da luz estimuladora – assumindo a possibilidade de que as plantas podem LEMBRAR a informação codificada na luz. Estamos a caminho da revelação de que as plantas, dentro do seu modo complexo de nascer, crescer, reproduzir (hereditariedade) e morrer, não podem ser tão burras como o homem imagina! Alguma coisa extraordinária vai ser descoberta num muito curto espaço de tempo. Ela ainda não sabe falar (emitir sons codificados/); ou fala algum idioma que só os “bichos” sabem decifrar; e tão baixinho que os nossos brutos e pobres ouvidos não têm capacidade de alcançar esses decibéis. Os bichos sabem de tudo e entendem as reações diversas da natureza a quilômetros de distância. Ana Lourenço da Rosa. Plantas Medicinais. Tocantins. BRASIL.

    Curtir

  4. Tainnara Almeida

    Esse blog e bem legal me ajudou com a minha pesquisa . Voceis deveriam falar sobre as Plantas domesticas

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s