Sequenciamento genético do trigo é anunciado por pesquisadores britânicos

por Ascom

O mapeamento do genoma da planta é tido como o mais significativo avanço na produção da cultura em 10 mil anos

Desde a primeira vez em que o trigo foi cultivado, há mais de 10 mil anos, o sequenciamento do genoma da planta está sendo considerado como o mais significativo avanço para a agricultura, de acordo com artigo publicado no jornal inglês The Independent desta sexta-feira.

Como resultado da descoberta, novas variedades de trigo resistentes a doenças podem estar disponíveis até 2015. As vantagens, segundo os pesquisadores, incluem a possibilidade de redução no preço do pão e a produção de um alimento mais seguro e saudável.

Cientistas britânicos responsáveis pela pesquisa vão colocar uma primeira versão do sequenciamento à disposição de pesquisadores de todo o mundo. O objetivo é estimular a criação de novas variedades resistentes a doenças ou tolerantes à seca. Segundo o professor Keith Edwards, da Universidade de Bristol, a divulgação pública dos dados do trabalho vai aumentar drasticamente a velocidade com que novas plantas serão desenvolvidas.

Na Universidade de Liverpool, outro centro de pesquisa de trigo responsável pelo trabalho, o geneticista Neil Hall também prevê avanços rápidos. “É possível que em cinco anos o pão fique mais barato por conta do desenvolvimento de novas variedades”, afirma.

Embora o trigo tenha sido uma das primeiras espécies domesticadas pelo homem, pesquisas com a planta enfrentaram dificuldades, especialmente por conta de sua complexidade genética, resultado do cruzamento entre três espécies selvagens diferentes.

Desde quando era plantado no império romano, o rendimento por hectare de trigo aumentou três vezes. Contudo, ao longo da última década, a produtividade atingiu um patamar que não foi superado mesmo com os esforços dos pesquisadores e cientistas. Essa é uma das razões pelas quais a descoberta do genoma da planta é tão importante.

Fonte: [ The Independent ]

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Alimentos, Biotecnologia, Cultivo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s