Resposta ao Fantástico

por Roberto L. Boorhem

Realmente vergonhosa essa investida orquestrada da Revista Época e do Fantástico contra as plantas medicinais, os fitoterápicos e a fitoterapia.

A entrevista do Dr. Drauzio a Época em 22/8/10 já antecipava as barbaridades que estavam por vir no Fantástico na série É Bom Pra Que, uma montagem orquestrada, pejorativa, tendenciosa e antiética, que se preocupou mais em mostrar as deficiências crônicas do SUS, através do caso da paciente com problema ortopédico, que sequer estava em tratamento com fitoterapia, num ataque frontal às políticas públicas de saúde do atual governo com finalidades claramente eleitoreiras, como já havia sido denunciado na semana passada através de mais de 240 mensagens de repúdio ao site da Revista Época, curiosamente da Editora Globo.

Foram tantas as críticas à entrevista do Dr Drauzio a Época, que essa revista resolveu fazer matéria sobre o assunto, que foi às bancas esse fim de semana, e que em vez de considerar a opinião de verdadeiros especialistas e esclarecer a opinião publica, distorceu e omitiu as informações fornecidas pelos profissionais entrevistados, mesma estratégia utilizada no Fantástico, confirmando a postura tendenciosa e preconceituosa dessas mídias, confundindo a opinião publica e desrespeitando mais uma vez os profissionais que trabalham seriamente pela implantação da fitoterapia no SUS.

O Dr Drauzio, que se diz pesquisador de plantas medicinais mas que nunca compareceu a qualquer dos inúmeros eventos científicos da área, afirma que não existem estudos clínicos controlados com fitoterápicos. Por solicitação da reportagem da Época, enviei a essa revista dez referencias de estudos clínicos controlados, incluindo alguns estudos de revisão que reúnem diversos desses realizados em vários países, que propositalmente não foram incluídos na matéria, alem de editarem as informações por mim fornecidas de forma desconexa com o objetivo de esconder a verdade e proteger os absurdos das afirmações desse médico-repórter que coloca sua formação em medicina e sua imagem pública a serviço de interesses velados.

Finalmente gostaria de destacar a fraca e lamentável participação do presidente do Conselho Federal Medicina no Fantástico, o Dr Roberto Luiz D’Avila, que alem de até hoje não ter se posicionado quanto à prática da fitoterapia, enquanto que os conselhos federais de nutrição, farmácia, odontologia já o fizeram em prejuízo da categoria médica, ainda por cima reforçou a postura desinformada e preconceituosa do Dr Drauzio.

Não é a toa que nosso país, detentor da maior flora do planeta, trilha no segmento de fitoterápicos o mesmo caminho que nos medicamentos convencionais, ou seja, dependência de mais de 80% de produtos importados, situação que a Revista Época, a Rede Globo e o Dr Drauzio parecem querer manter ao desvalorizar os esforços nacionais com essas matérias tendenciosamente montadas.

Essas pessoas só esqueceram que a verdade é mais forte que a mentira e que o povo simples do interior entende muito mais de plantas medicinais que o Dr Drauzio.

Lamentávelmente,

Roberto L. Boorhem – Presidente da ABFIT – Associação Brasileira de Fitoterapia

(por email)

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Caso Drauzio Varella, Fitoterápicos, Plantas Medicinais

4 Respostas para “Resposta ao Fantástico

  1. valentina

    No fantástico o Varela disse que é perigoso tratar com ervas e que as ervas não é para tratar doenças. No entanto, há uma aceitação de tratamentos não-comprovados e perigosos.
    Milhares de pessoas são prejudicadas, até morrem, devido à reação adversa de medicamentos alopáticos e todos os dias pessoas morrem vitimas de procedimentos médicos perigosos.
    Contudo alguns casos isolados de uma reação adversa por planta, resultante de seu mau uso, ou porque alguém foi mal orientado abandonou o tratamento é razão suficiente para a condenação das plantas medicinais?

    É claro que precisamos antes de aplicar uma nova terapia ou um conceito terapêutico para uma pessoa ter um nível de evidência de eficácia. É importante ressaltar que o uso indiscriminado de ervas pode fazer mal à saúde. Não devemos fazer uso aleatório. As ervas não estão isentas de risco, mas o QUE TORNA O RECURSO (PLANTAS MEDICINAIS) PERIGOSO é A DESINFORMAÇÃO, A FALTA E AS FALSAS INFORMAÇÕES.

    Parece que a intenção não é esclarecer a população, mas sim depreciar o uso de plantas, que vem crescendo ganhando confiança e resolvendo o que a tão evoluída medicina não consegue resolver.

    Nenhum tratamento é isento de risco na sua aplicação, por mais correta que seja e por melhor que seja a forma terapêutica, pois se lida com a variável humana de interação e resposta ao que o indivíduo é exposto.
    Qualquer substância que seja capaz de modificar uma função do organismo e que possa resultar em mudanças fisiológicas, mesmo sendo natural, deve ser usada com cautela.

    Curtir

  2. Cientista

    Colocou em cheque a prática fitoterápica .
    Um erro não conserta o outro , hoje ele mostrou os casos de práticas sem embasamento ,registrado e convincente do ponto de vista clínico . Pois o químico de imperatriz que utiliza-se do espaço do infra-aero para práticas fitoterápicas ,com certeza será perseguido.
    O dr Varella conseguiu detoná-lo com argumentos médicos ,éticos ,clínicos , RESPEITO AO PRÓXIMO , coitado do químico , vai se ferrar . Nota 10 para o Dr Varella ,consegui atropelar os princípios éticos e atingir o quimico, pois este pareceu mais um charlatão , exercício ilegal da profissão …
    Pergunto ao dr. Varella : o senhor foi atrás das pessoas que já foram curadas pelo químico na sua reportagem ? , ele pode ter errado quanto ao creme de graviola ?! , porém a copaíba é um santo remédio .
    Agora vamos falar de AMOR AO PRÓXIMO !!!
    As multinacionais introduzem agrovenenos , seus trangênicos ,hormônios , pesticidas ,sem estudos clínicos e pior , introduzem a política de comércio quanto devemos pagar para morrermos, pois mandam e desmandam no país ,no governo , AMOR AO PRÓXIMO não existe , ética nem se fala …
    Vão todos os brasileiros burros ,inocentes ,passivos para a PQP e morram pouco a pouco . Essa é a política GENOCÍDIO = Destruição metódica de um grupo étnico pela exterminação dos seus indivíduos.
    Pq o sr dr. não faz uma política anti-transgênicos na porta da MONSANTO ?

    Curtir

  3. lumara

    acho que esta bom da rede globo procurar o que fazer pois é muito feio ficar inventando coisas onde nao existe,o que o nogento do Drauziovarella fez com prof:Frazao foi a pior nogeira que ja vi no fantastico,é tomem cuidado pois com um homem deses ai o programa vai acabar virando alvo de piadas na boca do povo,Drauzio vai procurar outra funçao pra te pois vai acabar se queimando mais ainda com essas mentiras e burrises que esta cometendo ai se liga meu irmao sai dessa ta ok!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s