Homem se acorrenta a mastro pedindo apoio para obter patente de remédio que descobriu

Quem passou pelo Jardim Público na quarta-feira (15) se deparou com uma cena inusitada. Um homem estava acorrentado a um mastro em frente ao coreto. Tal fato chamou a atenção dos transeuntes. Muitos se aproximavam do mastro para obter informações e saber o motivo do protesto realizado pelo pedreiro desempregado, Gabriel Vieira Lopes, 61.

Lopes explica que a ação é mais de reivindicação que de protesto. Segundo ele, a iniciativa visa obter ajuda para conseguir a patente de um medicamento natural que descobriu em abril de 2007, proveniente de uma árvore nativa do cerrado.

Como sofria de hemorroidas, hipertensão e diabetes, Lopes começou a tomar o remédio e melhorou, não precisando mais tomar medicamentos industrializados. De boca a boca, o remédio foi sendo divulgado e, segundo ele, mais de 200 pessoas de Rio Claro e de outras cidades, inclusive de fora do Estado de São Paulo, já tomaram o medicamento com resultados positivos.

O pedreiro afirma que a erva medicinal cura doenças cardiovasculares, hemorroidas, varizes, hipertensão, diabetes etc. Como prova, ele apresenta relatos escritos de várias pessoas que tomaram o medicamento e dizem ter melhorado. Diante disso, ele registrou a descoberta do medicamento em cartório e agora tenta conseguir a patente do mesmo.

Por isso, o protesto. Para conseguir ajuda para atingir esse objetivo, o pedreiro explica que há dois anos vem tentando junto aos órgãos de saúde, laboratórios, políticos, médicos, autoridades, entidades etc, que se disponham a comprovar as propriedades medicinais da erva, sem sucesso.

Lopes conta que alguns tentaram ter acesso ao medicamento, mas ele se recusou a fornecê-lo sem garantias de que, comprovada a eficácia, teria o crédito pela descoberta. O pedreiro frisa que sua intenção não é ficar rico, apenas ganhar o suficiente para sobreviver e ajudar as pessoas que sofrem com doenças que podem ser curadas com o remédio.

Os interessados em obter mais informações sobre a erva medicinal podem entrar em contato com Lopes em sua residência na Avenida 5, número 568, entre as Ruas 8 e 9, no Jardim Guanabara I.

Fonte: [ JC Rio Claro ]

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Fitoterápicos, Plantas Medicinais

Uma resposta para “Homem se acorrenta a mastro pedindo apoio para obter patente de remédio que descobriu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s