Espécie de musgo colonizou a América através de um único indivíduo

O musgo Sphagnum subnitens terá chegado à América vindo da Europa e, utilizando uma forma de reprodução única, colonizou áreas a 4115Km de distância ao longo de 300 anos, constituindo o caso mais extremo de uma colonização de áreas de condições ambientais distintas por um único genoma.

Cientistas americanos do Ramapo College (Nova Jérsia), da Binghamton University (Nova Iorque) e da Duke University (Carolina do Norte) que estudam a distribuição de uma espécie de musgo fizeram uma descoberta surpreendente.

O Sphagnum subnitens é um musgo que, não sendo raro, tem uma distribuição invulgar, porque ocorre de forma generalizada na Europa, na zona costeira da parte ocidental América do Norte e na costa Oeste na ilha do Sul da Nova Zelândia.

Agora um estudo que recorreu à análise genética das diferentes populações descobriu que todos os indivíduos da América do Norte, que chegam a distar 4115Km entre si, são idênticos, descendendo do mesmo indivíduo que terá colonizado a região ao longo de 300 anos, através de um tipo de reprodução que é característico de apenas alguns musgos e fetos.

Trata-se de um meio de reprodução sexuada em que o mesmo indivíduo produz o esperma e o óvulo que, ao fundirem-se geram um “filho” que contem duas cópias de ADN igual ao dos pais, constituindo uma espécie de “clone”.

Segundo Eric Karlin, que participou na investigação “Pode dizer-se que se trata do grupo de plantas que, ocorrendo numa vasta área, é mais geneticamente uniforme” e é uma prova de como um único genoma pode colonizar muitos nichos ecológicos diferentes, apenas através da replicação, sem que ocorram mutações.

O mesmo estudo indicou também que os indivíduos da mesma espécie que ocorrem na Nova Zelândia descendem de apenas de duas plantas que não se cruzaram entre si. Estes resultados contrastam com os obtidos para as populações Europeias de S. subnitens que apresentam elevada diversidade genética.

Por outro lado, constituem um exemplo pouco comum de uma espécie em que a ausência de diversidade genética não coloca em causa a sua adaptabilidade.

O estudo foi publicado na revista Molecular Ecology.

Fonte: [ NaturLink ]

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Curiosidades, Meio Ambiente, Notícias

Uma resposta para “Espécie de musgo colonizou a América através de um único indivíduo

  1. que tipo de ambiente ele abita???? qual é a área geográfica dele?????

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s