Pesquisa aponta que planta usada para emagrecimento é tóxica

Para compor os padrões de beleza impostos maciçamente pela mídia, as pessoas estão vulneráveis a experimentar remédios perigosos e regimes radicais. A super valorização da imagem e os padrões instituídos têm gerado muitas vezes, a insatisfação com a aparência.

Em Gurupi, a acadêmica do 9º período do curso de Farmácia da UnirG, Lucirene Aguiar de Jesus Teixeira, pesquisou a planta ornamental Thevetia peruviana (chapéu-de-napoleão), cujas sementes vêm sendo utilizadas para emagrecimento.

O estudo científico “Aspectos toxicológicos de Thevetia peruviana e perfil dos usuários em Gurupi/TO” mostrou que dos 50 usuários pesquisados, 98% desconheciam os princípios ativos da planta e não sabiam da toxicidade.

“Esta planta não serve para ser utilizada como medicamento, pois é uma das classificadas como mais tóxicas. O uso dela causa a aceleração dos batimentos cardíacos, diarréias, cólicas, náuseas e pode levar até a morte”, disse a estudante.

Conforme a pesquisa o efeito emagrecedor é ilusório e esconde os males causados a saúde. “O intuito da pesquisa foi de estudar e esclarecer sobre os perigos do uso de plantas, que por serem naturais, muitos pensam que não são nocivas. No Sri Lanka, infelizmente, ela é usada até para o suicídio”, acrescentou Lucirene Aguiar.

Dos usuários entrevistados 94% são mulheres. Quanto ao grau de escolaridade, 38% possuem ensino médio; 28% superior incompleto; 20% superior completo; 12% ensino fundamental e 3% têm pós-graduação.

O trabalho concluiu que independente do grau de escolaridade, a falta de conhecimento associada ao julgamento do produto natural como inofensivo e o desejo de emagrecimento é o que estimula o uso indiscriminado das sementes na cidade.

A pesquisa

O Trabalho de Conclusão de Curso de Lucirene Aguiar está sendo publicado em pôster na Semana de Enfermagem da UnirG, realizada até o dia 12, no Instituto Juarez Moreira.

O trabalho é orientado pelo professor, Wataro Nelson Ogawa, mestre e doutor pela USP, que pretende continuar o estudo do fitoterápico com experimentação em ratos. (Da Ascom/Unirg)

Fonte: [ Portal Stylo ]

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Emagrecimento, Medicamentos, Notícias

4 Respostas para “Pesquisa aponta que planta usada para emagrecimento é tóxica

  1. Carmem

    eu tomei e emagreci 10 kl não senti mal qual tipo de doença pode causar

    Curtir

    • Ione Ioná Martins França

      É que as pessoas não pesquisam direito,a noz da índia é outra planta, é preguiça de olhar o nome científico.O chapéu de napoleão é venenosa, mas tem muitos benefícios não sendo ingerida e sim usada junto ao corpo.Interessados pesquisar por sementes de aguaí.

      Curtir

  2. A unica semente disponibilizada para emagrecimento é sim uma apocynaceae: é uma THEVETIA, mas como elas TEM UMA GRANDE váriedade, paira a dúvida se é a THEVETIA NERIIFOLIA OU A THEVETIA PERUVIANA.
    A NOZ EMAGRECEDORA ou AGUAÍ – SEMENTE ENERGÉTICA, ou NOZ DA ÍNDIA, usada por orientações da medicina alternativa e medicina popular em vários países, com inúmeras indicações terapêuticas, sendo uma delas a eliminação e manutenção de peso!

    Existem muitas confusões a respeito de Noz Emagrecedora.

    Ambas as espécies que fazem parte da confusão tem toxidade.

    A semente com o nome científico Aleurites Moluccana, a que dizem ser verdadeira nunca foi a noz emagrecedora e por incrível que pareça apenas as Thevetias emagrecem! Por experiência, posso afirmar!

    Emagreci quase 50 kg e posso afirmar: A SEMENTE QUE AUXILIA NO EMAGRECIMENTO É SIM UMA apocynaceae: THEVETIA (??)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s