Descentralização já, de tudo.

Descentralização já, de tudo.

por: Eng. Thomas Renatus Fendel – www.fendel.com.br


A lambança corruptiva que domina o mundo, provém da desnecessária e absurda centralização das coisas.

Grandes obras, resultam sempre em grandes falcatruas, em grandes roubos.

E aqui no Brasil a sacanagem é exponencialmente maior, por sermos um povo passivo, crente, alegre, analfabeto funcional e humilde.

Monopólios servem exclusivamente para enricar espertalhões e escravizar o povo.

Cartéis substituem hoje os antigos feudos, reinados e igrejas.

Políticos se elegem exclusivamente com mentiras e promessas vazias.

Só tem chance de virar político aquele especializado honoris causa, em enganar os outros, financiado pelas empreiteiras.

Até a ciência, que em seus primórdios em fins da idade média, se creditava imune à conversa fiada, crendice e enganação, sempre foi álibi e cobertor de maracutaias e engodos.

Cientista que é cientista não pode ficar em cima do muro e nem ser ladrão. Não pode acreditar na descendência do macaco e de Adão ao mesmo tempo.

E os meios de comunicação primam em divulgar assuntos de interesse de seus grandes ladrões patrocinadores.

Inventam e promovem as religiões do carbono, do meio ambiente, do lixo, dos resíduos, das energias, dos combustíveis, dos gases industriais, da água, etc, etc.

Enganam o povo com refrãos mentirosos do tipo: “o petróio é nosso”, “o petróio é da união”, união de ratos, de petraias.

Chegamos ao cúmulo de nos sentir culpados por queimar lenha na lareira, pois lenha ainda não é monopolizada, embora tentam criar e manipular um código florestal estúpido.

O licenciamento ambiental serve unicamente para incrementar a traquinagem e a roubalheira. Nada mais. Absolutamente nada mais.

Eu faço questão de queimar no mínimo 4 metros cúbicos de madeira, a cada inverno, em minha lareira com trocador de calor, com a mais limpa consciência universal.

E como tenho sobras de óleo de fritura coletado, estou automatizando a fornalha.

Aí terei um pouco de dor na alma, pois a maravilhosa banha de galinha é muito nobre para ser transformada apenas em energia térmica, sem passar pelo processo de cogeração, ou seja, gerar primeiro nobre e necessária energia elétrica, e com o calor residual, aquecer o ambiente.

É bem provável que no inverno do ano que vem, eu tenha as duas opções, pois basta-me instalar em definitivo o cogerador assíncrono, que utilizo didaticamente para demonstrar a ENEREDE.

Produzir e Injetar EE descentralizada e de excelente qualidade na rede pública é mais fácil do que fazer e introduzir água potável nos tubos concessionários:

http://fendel.com.br/gerapor.html
http://fendel.com.br/cogeracao.html
http://www.youtube.com/watch?v=iHv-k-GHUqU

Através da ENEREDE, pode-se reduzir o consumo mundial de combustíveis na geração de EE pela metade, pois os cogeradores descentralizados devem ser instalados onde se necessita de calor ou de frio.

A EE mundial ainda é 80% termoelétrica e centralizada. Gerando um desperdício do calor residual incalculável e de facílimo aproveitamento térmico em pequena escala, impossível de ser aproveitado nas termoelétricas.

E como creio nas previsões do Professor Molion, estaremos nos próximos 20 anos em resfriamento global, e vou me precaver deixando meu clandestino laboratório mais aconchegante.

Antigamente se pagavam tributos aos reis, aos feitores, aos padres… e hoje se paga, muito mais, para políticos, para a união de porcos e gatos.

Reverteram a abolição da escravatura com falastração abobalhante oficializada.

Através de refinados mercados restritos e nojentos oligopólios, inventam leis e regras que beneficiam apenas a camarilha de ladrões instalados no phoder central e seus apadrinhados, promovendo a corrupção em moto perpétuo.

A água é da união. O subsolo é da união. A energia é da união. E a mais nova palhaçada em desenvolvimento é o carbono da união.

Tudo vira benesse umbilical. Preocupam-se em engenheirar dificuldades para vender facilidades.

O gás carbônico é o gás da vida. É ele que alimenta a fabulosa fotossíntese, e não produz malefício nenhum.

Toda a ladainha que endemonia o CO2 é pura sacanagem religiosa.

O mercado de carbono é um crime. É um novo e inócuo imposto enfiado goela abaixo dos enganados e otariozados mortais pagantes.

Daqui a pouco inventam o mercado da chuva, amparado na muleta balela da falta de água.

Água só é consumida pela fotossíntese, uma mixaria desprezível, pelas plantas. O resto é xavecação.

Animais não consomem água…

Quando vc queima qualquer coisa, você produz água (vapor) e adubo aéreo (CO2), tornando o andar de carro, na realidade, um benefício ecológico.

Quando vc toma banho ou bebe água, vc não está sumindo e nem transformando a água, que continua sendo a bela, imexível e formosa H2O.

Aliás, urina é um espetacular, balanceado e desprezado fertilizante. É água preparada com valorosos nutrientes. Seu índice NPK é quase perfeito para a agricultura.

 

Acontece que o bom, barato e eficiente não interessa aos ludibriadores ladrões de colarinho roto.

Descartamos fabuloso óleo de fritura com 10 kWh por litro, e veneramos idiota, inexistente e caro hidroBOBOgênio a 0,004 kWh por litro.

O grande mérito das bioenergias é a sua descentralização.

Qualquer cidade poderia ter em seus arredores micro destilarias de etanol, proibidas neççanoççalatrinapetraia.

Produzir etanol de qualidade é mais fácil do que criar uma vaca e beneficiar leite certificado.

Urge pulverizar tudo. A concentração só promove a ladroagem.

Chega de sustentar a união de vagabundos ratões.

Descentralização já.

Por acaso, Vida. – Fendel http://www.youtube.com/watch?v=KskQaNIG0r4

Por acaso, Vida. 2A – http://www.youtube.com/watch?v=yKLTMpRR5Ew

Por acaso, Vida. 2B – http://www.youtube.com/watch?v=xgNRbRTHqZ4

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Sem categoria

4 Respostas para “Descentralização já, de tudo.

  1. Discordo apenas de algumas coisas, por ex: a urina humana tem muito sal. Deve haver alguma maneira de aproveitar, mas não dá para ser usada diretamente, ou diluída, dá?

    Curtir

  2. Anderson
    Incluí no texto uma fotografia…
    Nela aparecem 2 pernas de um pórtico que tenho aqui no meu fundo de quintal. Veja que no lado esquerdo tem um tubo soldado. Idem do lado esquerdo, escondido pela grama…
    No lado esquerdo, minha filha sentou no cano e “urinou” algumas vezes… veja a diferença… é só grama “adubada”, digo urinada, só…

    Curtir

  3. Última forma… minha filhota sento do lado direito…

    Curtir

  4. Fendel, você tem razão, mais uma vez. Ao visitar alguns post antigos, achei este aqui: Mistura de urina humana e cinza serve como fertilizante.

    Muito bom!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s