Bolas de sementes (SeedBalls)


.
Em seu livro “A revolução da palha”, o japonês Masanobu Fukuoka explica o seu modo pioneiro em “plantio direto”, isto é, plantar sem preparar a terra.

Para esta forma de semear, ele inventou os “seed balls”, ou seja, bolas de sementes: misturava húmus de minhoca ou um adubo, chamado composto, com argila que antes era seca, triturada e peneirada. Acrescentava as sementes de arroz ou centeio e finalmente água o suficiente para fazer uma massa igual à de pão.

Com essa massa, ele formava as bolas de sementes com um diâmetro de mais ou menos 2 cm, que eram jogadas sobre a terra e cobertas com palha de arroz ou centeio. Com a chuva, as bolas começam a derreter devagarzinho e com a ajuda do adubo e a sombra a germinação começa.

Depois dele, outras pessoas começaram a experimentar esta técnica com outras sementes, dependendo do objetivo. Se o objetivo é atrair pássaros, podem-se comprar sementes como: painço, sorgo, níger, nabo, colza, alpiste, linhaça, senha e um pouco de semente de girassol que é bem mais grossa.

Podem ser usadas também sementes frutíferas obtida dos mamões e papaias, goiaba, pitanga, acerola etc. Basta tirar as sementes, lavar e secar bem sobre um jornal na sombra.

As bolas podem ser jogadas em lugares com baixa vegetação ou lugares desertos sem plantas. Nesse caso, devem-se cobrir as bolas com palha, folhas, galhos etc. Podem-se formar seedballs de sementes de árvores também.

Se você quer recuperar um terreno ou barranco degradado de onde foi tirada a terra fértil deixando o subsolo exposto, a escolha de sementes pode ser diferente. Escolha sementes como guandu, que tem raiz pivotante, mamona, crotolária, soja perene, mucuna preta, mileto, nabo forrageiro, aveia preta etc. As bolas devem ser maiores por causa do tamanho das sementes. Se o terreno não tem vegetação, as bolas devem ser cobertas de palha, folhas ou outro tipo de mulch (cobertura). Para terrenos muito degradados, ajuda extra de fosfato é aconselhável.

Em lugares com muito espaço para árvores nativas, podemos incluir sementes pioneiras que irão dar sombra para as árvores secundárias nascerem depois.

>>>

RECEITA BÁSICA (Seed Balls, por Masanobu Fukuoka)

INGREDIENTES:
5 partes – terra argilosa peneirada (de preferência vermelha)
3 partes – composto (de planta, não incluir esterco animal)
1 parte – coquetel de sementes SECAS (procure incluir uma boa variedade, incluindo sementes de adubacão verde – feijao guandu – frutiferas, arbustos, legumes, etc.)
1 a 2 partes – água

INSTRUCÕES
1 – Adicionar o composto às sementes e misturar bem;
2 – Adicionar a terra às sementes + composto e misturar até que esteja homogêneo;
3 – Adicione a água passo-a-passo até que as bolas possam ser feitas, num diâmetro de até 1,5cm (de preferência);
4 – Secar as bolas de sementes à sombra, entre 1 a 2 dias;
5 – Pronto! As bolas podem ser usadas imediatamente, ou armazenadas em local seco para uso posterior;
6 – Para usar, simplesmente coloque ou jogue as bolas sobre a superfície, sem enterrá-las. Se possível escolha lugares onde a grama (quando houver) esteja bem baixa. Deixe-as sobre a terra até que a chuva as umedeca e inicie o processo…
7 – Com a chegada da chuva a cobertura de terra se desfaz e as sementes começam a germinar. O composto por sua vez fornece aquela carga extra de energia à semente recém-brotada, e parte ao solo que vai receber a nova vida.




>>>

Fontes:

-[ Jardinagem LIbertária ]
– [ Viver sustentável ]
– [ Autopoeta ]

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Adubação, Árvores, Biodiversidade, Cultivo, Curiosidades, Ecologia, Flores, Jardinagem, Meio Ambiente, Mudas, Paisagismo, Projetos

4 Respostas para “Bolas de sementes (SeedBalls)

  1. antonio

    porque quando faço bolinhas de sementes elas se quebram? eu uso 5 partes de barro vermelho, 3 partes de esterco peneirado, uma parte de sementes; eu produzi uma maquina manual,usando um tambor plastico; quando as bolinhas já estão formadas, coloco-as na sombra; será que isso ocorre somente com sementes de leguminosas? e sé só ocorre com leguminosas, como reverter este problema? de antemão muito obrigado; também quero saber por que não usar esterco animal.

    Curtir

  2. CLEUSA LEAL ZANINI

    Ola, li esta pagina e achei FANTASTICA a ideia das bolas com sementes paa serem germinadas. Moro na serra gaucha, sou apaixonada pela natureza e defensora ferrenha do meio ambiente. Vou divulgar este metodo às pessoas conhecidas e orgaos competentes. Obrigada por esta maravilhosa ideia. DEUS continue a abençoar e a protege-lo. Um carinhoso abraço. CLEUSA

    Curtir

  3. CAROL

    Acho engraçado esse povo: não querem árvores nem plantas na própria casa (porque “suja” e “dá trabalho”) mas plantam no terreno dos outros – não concordo e não acho isso certo.

    São exatamente os mesmos que exigem conservação em terreno do vizinho mas a primeira coisa que fazem quando compram uma casa é cortar todas as árvores – minha vizinha fez isso: cortou tudo, inclusive o ipê da rua mas entrou com uma ação contra outra vizinha para conservar uma árvore que está caindo.

    Curtir

  4. liz

    sou tecnica florestal e adoro essa tecnica japonesa do masanobu.
    quem não tem o que fazer e fica vendo tv… pega umas sementes façam essas bolotas e saiam por ai jogando…nessas areas degradadas que tao cheias por ai…ah,mas tem que ser com sementes nativas de sua regiao!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s