Arquivo do mês: setembro 2011

O Veneno Está na Mesa

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Alimentos, Biodiversidade, Ecologia, Meio Ambiente, Vídeos

Feijão transgênico é aprovado, com abstenção do Min. da Ciência e Tecnologia

Sob aplausos emocionados, o feijão transgênico desenvolvido pela Embrapa foi aprovado na manhã desta quinta-feira (15), durante reunião da CTNBio – Comissão Técnica Nacional de Biossegurança.

Apesar das representações feitas pela sociedade civil e dos questionamentos quanto a insuficiência de pesquisas científicas, a variedade foi aprovada com duas abstenções, cinco pedidos de diligência e 15 votos favoráveis.

Uma das abstenções foi do próprio representante do Ministério de Ciência e Tecnologia, Carlos Nobre. Para as organizações, a postura adotada pelo MCT representa uma grave omissão do ministério quanto ao tema, já que o caráter científico do debate sobre transgênicos mereceria total atenção e posicionamento do mesmo.

Organizações da sociedade civil e movimentos sociais vinham informando o Ministério há meses sobre a ameaça de uma votação anti-científica e em desacordo com a legislação de um dos alimentos mais importantes para a alimentação dos brasileiros. Também protocolaram duas representações ao Ministério Público Federal sobre a votação, a fim de demonstrar as lacunas científicas e o evidente conflito de interesses por parte dos membros que anteciparam seus votos favoráveis ao participarem de um abaixo assinado virtual pró-feijão transgênico.

Durante a reunião dessa quinta-feira, um dos membros da Comissão, José Maria Gusman Ferraz, apresentou parecer onde apontava diversas falhas no processo e violações ao princípio da precaução e à legislação de biossegurança. A Comissão recebeu também pareceres de cientistas especialistas em Biossegurança da Universidade Feral de Santa Catarina, onde constava o alerta sobre a necessidade de realização de mais estudos.

Apesar disso, o presidente da CTNBio, Edilson Paiva, decidiu não possibilitar aos membros prazo para avaliação dos novos documentos apresentados, desrespeitando o que diz a lei sobre este tema, e a votação foi iniciada. Os que não votaram pela aprovação, votaram por diligências requerendo a realização de mais estudos. A representante dos consumidores, Solange Teles, foi impedida de participar da reunião por ter tido seu mandato expirado, devido à omissão da CTNBio em cumprir os trâmites burocráticos para efetuar sua recondução.

Ao finalizar a reunião, uma nova surpresa: o Sr. Edilson Paiva mencionou a realização de reunião extraordinária realizada no dia 13 de setembro, onde convidou as empresas proponentes de pedido de liberação de OGM´s para contribuírem na construção de nova norma sobre sigilo.

Organizações da sociedade civil e movimentos sociais não foram convidados a participar.

Fonte: [ Terra de Direitos ]

5 Comentários

Arquivado em Alimentos, Cultivo, Transgênicos

Transgênico ameaça um dos alimentos mais consumidos pelos brasileiros

A liberação comercial de uma variedade de feijão geneticamente modificado – conhecido como transgênico – será votada nesta quinta-feira (15) pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio).

O pedido de liberação foi feito pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O feijão em questão é resistente ao vírus “mosaico dourado” e foi desenvolvido pela Embrapa.

Algumas organizações sociais que acompanham o tema afirmam que essa nova variedade é uma ameaça ao feijão convencional cultivado no Brasil. Para elas, não houve estudos suficientes sobre a ação dos polinizadores (abelha, pássaros, vento, etc.). Além disso, os estudos demonstram falhas na modificação genética das planas testadas. Dos 22 testes feitos, apenas dois resistiram ao vírus.

A assessora jurídica da organização Terra de Direitos, Larissa Parker, lembra que os dados do IBGE mostraram que 70% do feijão consumido pelos brasileiros vêm da agricultura familiar, e que os agricultores controlam o vírus sem a necessidade de alteração genética no grão.

“Esse vírus do mosaico dourado no manejo familiar consegue ser controlado com diversas técnicas que não são as transgênicas.”

Larissa ainda afirma que a Embrapa quer entrar no mercado de transgêncicos para concorrer com as multinacionais Monsanto, DuPont, entre outras.

“A escolha pela tecnologia é uma escolha política do Estado brasileiro. O transgênico tem o incentivo econômico, tem inserção de royalties. Com isso a Embrapa conseguiria ter uma porcentagem no retorno dos royalties dos transgênicos. A Emprapa, que é uma empresa pública, quer entrar na competição com esse tipo de tecnologia para receber as patentes com isso.”

Larissa reforça que a votação do feijão tem sido atropelada e sem a realização de avaliação de riscos a saúde humana.

De São Paulo, da Radioagência NP, Danilo Augusto.

15/09/11

Veja a nota da Terra de Direito.

Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Alimentos, Técnicas, Transgênicos

O Papiro de Ebers

As mais antigas fontes escritas médico-farmacêuticas são provenientes precisamente das civilizações da Mesopotâmia e Egipto. Na Mesopotâmia são constituídas por tábuas de argila gravadas com um estilete em escrita cuneiforme.

Esta técnica permitiu que estes documentos tivessem sobrevivido até à actualidade, como aconteceu com as bibliotecas de Hammurabi (c. 1700 a.C.) em Mari e de Assurbanípal (c. 630 a.C.) em Nínive.

O mais antigo documento farmacêutico conhecido é uma pequena tábua suméria executada por volta do último quarto do terceiro milénio, contendo quinze receitas medicinais e descoberta em Nippur.

Além deste formulário apenas se conhece mais uma pequena tábua com uma única receita do período sumério, mas em contrapartida são conhecidas centenas de tábuas médicas datadas do primeiro milênio.

Entre 1974 e 1975 foi descoberta a biblioteca do palácio real de Ebla (Síria) com cerca de 20.000 tábuas de argila, muitas das quais com informação sobre os medicamentos utilizados na época.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades

Morre cientista brasileiro inventor do biodiesel

Morreu nesta terça-feira o engenheiro químico Expedito José de Sá Parente, inventor do biodiesel. O corpo será cremado amanhã, no cemitério Jardim Metropolitano, em Fortaleza.

Parente foi responsável pela primeira patente mundial da produção de biodiesel por meio da transesterificação, a partir de plantas oleaginosas. A tecnologia, pesquisada pelo cearense de modo pioneiro no final da década de 70 e patenteada nos anos 1980, tardou a ser reconhecida no Brasil.

No cenário internacional, a invenção rendeu a seu idealizador o reconhecimento da Organização das Nações Unidas (ONU), do Governo norte-americano, de empresas como a Boeing e agências como a Nasa, a agência espacial norte-americana.

O pesquisador graduou-se na Escola Nacional de Química, hoje Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no ano de 1965, obtendo o mestrado em Ciências da Engenharia Química no ano seguinte, também na UFRJ.

Concluiu cursos de especialização em Tecnologia de Óleos Vegetais e em Engenharia de Óleos Vegetais, no Instituto de Óleos do Ministério da Agricultura, e em Tecnologia de Couros, na École Française de Tannerie, em Lyon, na França.

Em 1967, Expedito Parente tornou-se professor da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Depois de sete anos aposentado da UFC, Expedito Parente criou a empresa Tecbio e passou a lucrar financeiramente com sua invenção. Entre seus clientes está a Boeing, a maior fabricante de aviões comerciais do mundo, para a qual a Tecbio desenvolve o bioquerosene, exatamente como Parente tentou fazer para a Força Aérea Brasileira há 30 anos.

Parente estava em plena atividade e desenvolvia atualmente projeto para transformar material recolhido pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará em energia. Ele era natural de Fortaleza, onde nasceu dia 20 de outubro de 1940. Dos dois matrimônios, deixa quatro filhos.

Com informações do site da Universidade Federal do Ceará.

Fonte: [ Terra ]

1 comentário

Arquivado em Biocombustíveis, Notícias

Anvisa veta uso e comércio de nove fitoterápicos no Brasil

Decisão foi divulgada no Diário Oficial nesta quarta-feira (14).
Veja lista de substâncias proibidas no território nacional.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu proibir 9 produtos fitoterápicos no Brasil. Publicado no Diário Oficial nesta quarta-feira (14), o veto às substâncias é válido tanto para o uso como para o comércio e distribuição.

Os produtos não poderão mais circular e serem vendidos em todo o território nacional já a partir desta quarta-feira. A proibição também é válida para unidades dos produtos já encontradas no mercado (veja lista abaixo).

O texto da resolução (RE Nº 4.112) no Diário Oficial ainda cita uma apreensão de produtos em Sergipe que não estariam registrados na Anvisa. A íntegra da resolução no Diário Oficial pode ser vista aqui (em PDF).

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Fitoterápicos, Listagens, Notícias

Agrotóxicos – Você sabe o que está comendo?

A segurança alimentar no Brasil realmente é um assunto muito sério e precisamos prestar mais atenção e participar ativamente desse assunto, pois isso diz respeito àquilo que comemos e damos aos nossos filhos.

Estaremos analisando a produção em massa de diversos alimentos que comumente estão à mesa dos brasileiros.

Começaremos hoje analisando a produção de tomate, que utilizamos quase que diariamente na forma de salada ou como molho em nosso “santo” macarrão de domingo.

Nós tivemos acesso aos produtos utilizados pelos agricultores na produção de tomate da região de Goiás. Esse produto na sua grande maioria é enviado para as indústrias na fabricação de molhos e derivados.

Tomamos como exemplo um caminhão de tomates que chega da lavoura diretamente para a indústria.

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Alimentos, Biodiversidade, Biopirataria, Biotecnologia, Cultivo, Doenças, Meio Ambiente, Pragas, Sementes

A rua mais bonita do mundo

A rua vista por cima (Foto: Ricardo Stricher/PMPA)

Rua arborizada em Porto Alegre proporciona “tapete verde” e vira a rua mais bonita do mundo

Um túnel verde, formado pelas copas de mais de 100 árvores da espécie tipuana, é a principal atração da Rua Gonçalo de Carvalho, na zona sul de Porto Alegre, que ganhou, recentemente, o apelido de mais bonita do mundo.

O status foi dado por um biólogo de Portugal que, encantado com as fotos que se espalharam pela internet, fez um post emocionado sobre o lugar. Agora, os quase 500 metros totalmente arborizados são o mais novo ponto turístico da cidade.

Quem visita a cidade faz questão de conhecer a rua, mas muitos não sabem que a luta para que a via fosse preservada foi grande.

O artista gráfico Cesar Cardia, da associação de moradores do bairro e responsável pelo blog Amigos da Rua São Gonçalo de Carvalho – Resistir é Preciso, lembra da dificuldade que enfrentaram, em 2003, para impedir a construção de um edifício garagem na região e a “reforma” da rua, que seria alargada.

Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Artigos, Árvores, Curiosidades, Meio Ambiente, Passeios e Encontros

Fito do Bem

por Sylvia de Seganttini

Você certamente já sabe algumas receitinhas do tipo: chá de camomila é bom para acalmar. É verdade. Mas você sabe quais são os riscos da auto medicação com ervas? Vamos falar um pouquinho sobre isso.

Fito (phyto) significa “vegetal” e terapia (therapeia) quer dizer “tratamento”.

Anterior a 2000 a.C o uso das plantas destinava-se para fins medicinais e rituais religiosos! E há mais de três mil anos os nativos da Ilha de Fiji já usavam a planta Kava kava – Piper methysticum que hoje conhecemos graças aos cientistas alemães que comprovaram os efeitos das propriedades no combate a ansiedade!

Fitoterápico é o termo que se emprega para extratos extraídos a partir de plantas e depois industrializados para xaropes, pomadas, cápsulas, comprimidos etc.

Fitoterapia é o uso mais popular das plantas e chás, cataplasmas, compressas, inalações e banhos. Poucos sabem, mas ela é considerada uma especialidade da medicina alopática e as plantas somente são empregadas e aprovadas no Ministério da Saúde quando têm comprovação científica. Quando adequadamente aplicada, a fitoterapia pode combater infecções simples, alergias, traumas e disfunções metabólicas.

Entretanto a fitoterapia caseira continua atuando segundo as tradições regionais e crenças. E quando bem praticada, proporciona bem estar e auxilia com prontidão alguns males que dispensam nossa ida ao médico, por exemplo, para aliviar a prisão de ventre do bebê, cólica menstrual e outros males um chazinho pode ajudar!

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Caso Drauzio Varella, Curiosidades, Doenças, Fitoterápicos, Medicamentos, Plantas Medicinais

Plantio de oliveiras cresce no Brasil

O cultivo de azeitonas ainda é pequeno no Brasil, mas começa a ganhar fôlego com iniciativas que espalham por diversos estados brasileiros.

O Rio Grande do Sul é atualmente o polo mais desenvolvido, mas cultivo se expande também nos estados do Paraná, de Minas Gerais e São Paulo.

Em Minas Gerais, a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) ajudou a disseminar pequenas lavouras em diversas regiões do estado. Já em São Paulo, um grupo de estudos foi criado para pesquisar a cadeia da oliva.

O aumento das ações nesta área reflete a crescente demanda pelo produto, já que o Brasil gasta anualmente R$ 400 milhões na importação de azeitonas de mesa e de azeite.

O volume de compras dobrou nos últimos cinco anos e a maioria das aquisições é feita na União Europeia (85%) e Argentina (13%).

Como ainda é uma atividade nova no país, são poucas as estatísticas disponíveis sobre a cadeia, mas os recentes cultivos mostram que as variedades utilizadas – oriundas da Europa – são aptas ao clima e solo brasileiros.

Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Alimentos, Mudas, Projetos