Fruta ou fruto? Qual a diferença?

“Em termos botânicos, o fruto é uma estrutura presente em todas as angiospermas onde as sementes são protegidas enquanto amadurecem. De forma prática, os frutos são quaisquer estruturas das Angiospermas que contém sementes.”

Origem

Os frutos derivam-se do ovário das flores. Após a fecundação dos óvulos em seu interior, o ovário inicia um crescimento, acompanhado de uma modificação de seus tecidos provocada pela influência de hormônios vegetais, que interferem na estrutura, consistência, cores e sabores, dando origem ao fruto. Os frutos mantêm-se fechados sobre as sementes até, pelo menos, o momento da maturação. Quando as sementes estão prontas para germinar, os frutos amadurecem, e podem se abrir, liberando as sementes ao solo, ou tornam-se aptos a serem ingeridos por animais, que depositarão as sementes após estas passarem por seu aparelho digestivo. Os frutos verdadeiros se originam do ovário da planta.”

Fruto também significa nascimento, a geração, criação que surge após a realização, uma chegada a um determinado ponto de um trabalho. É o marco de uma conquista, uma consagração de um trabalho realizado.

“No sentido morfológico, não apenas aquelas estruturas conhecidas como “frutas” (maçã, laranja, etc.), mas também as conhecidas como “legumes”(feijão, ervilha, etc.) e “cereais”(arroz, milho, etc.) são frutos. Os frutos são importantes na classificação botânica por possuírem uma estrutura muito constante. “

Função

A função primordial dos frutos é a proteção da semente em desenvolvimento, e é a principal razão atribuída pelos estudiosos ao fechamento dos carpelos nas primeiras Angiospermas. Ao longo de sua evolução, as plantas com flores e frutos desenvolveram novos tipos de frutos, e novas estratégias para a dispersão das sementes contidas neles, de forma que nas espécies atuais há uma variedade imensa de cores, formas, estruturas acessórias e sabores, cada qual especializada em uma forma diferente de dispersão de sementes.

“Há frutos que secam e abrem-se na maturação, simplesmente liberando as sementes sobre o solo. Outros, ao se abrir, expelem as sementes de forma explosiva, arremessando-as a grandes distâncias. Os frutos carnosos normalmente dependem de animais, que carregam os frutos para outros lugares, ou os ingerem, e carregam suas sementes no trato digestivo para serem liberadas longe do local de origem. Certos frutos armados de espinhos agarram-se à pelagem de mamíferos ou penugem de aves, e assim percorrem grandes distâncias. Há ainda frutos providos de alas e pelos, que permitem que flutuem por alguns momentos.

Estrutura básica dos frutos

Os frutos dividem-se basicamente em três camadas:

  • Epicarpo ou exocarpo: camada externa, normalmente uma camada membranácea e fibrosa; pode ser lisa, rugosa, pilosa ou espinosa, e é popularmente conhecida como casca, camada mais externa do fruto, se origina da epiderme do carpelo.
  • Mesocarpo: camada imediatamente abaixo do epicarpo, suculenta,que pode ou não armazenar substâncias de reserva. Provém do mesofilo carpelar.
  • Endocarpo: camada mais interna, normalmente a camada mais rígida que envolve as sementes. Origina-se da epiderme interna da folha carpelar. Em certos tipos de frutos, o endocarpo apresenta-se espessado e muito resistente.

Há muitas variações na aparência e na consistência destas camadas. Em frutos capsulares, secos, é comum o mesocarpo ou o epicarpo estarem suprimidos, enquanto a camada restante assume consistência lenhosa.

Já em alguns frutos, como ameixas e pêssegos, o mesocarpo é grande e suculento, enquanto o “caroço” corresponde ao endocarpo lenhoso envolvendo a semente, ou amêndoa.

Nas melancias, o mesocarpo e uma camada espessa e resistente, e o endocarpo corresponde à polpa vermelha em seu interior.

Enfim, todos os frutos partem do mesmo plano básico de três camadas, cada um derivando-se de uma maneira ou de outra em direção a características próprias.

Classificação:

Os tipos de frutos são vários, e podem ser classificados de diversas maneiras, seguindo diferentes critérios.

Derivados de um único ovário de uma flor. Podem ser secos ou carnosos, uni a multicarpelares, deiscentes ou indeiscentes.

A.1- Frutos simples carnosos

Possuem pericarpo suculento.

Existem dois tipos:

1 – Baga

1 ou mais carpelos; 1 ou mais sementes livres.

Exemplos.: tomate, uva, laranja, abóbora.

 

2 – Drupa

Geralmente um só carpelo; 1 só semente, concrescida com o endocarpo.

Exemplos.: ameixa, azeitona, pêssego.

A.2- Frutos simples secos

Possuem pericarpo seco.

Estão divididos em:

I- Deiscentes: abrem na maturidade

A. Folículo

Derivado de ovário 1-carpelar, abre através de uma fenda longitudinal (esporinha; chichá).

B. Legume

Derivado de ovário 1-carpelar, abre através de 2 fendas longitudinais (leguminosas, como o feijão e a vagem).

C. Síliqua

Derivado de ovário 2-carpelar. Na abertura persiste um septo mediano (deiscência septífraga :couve, mostarda).

D. Esquizocarpo

Derivado de gineceu sincárpico multicarpelar, cujos carpelos separam-se inteiramente na maturidade em mericarpos (frutículos) geralmente deiscentes, livres.

Ex.: mamona (Ricinus), cenoura (Daucus).

E. Lomento

Derivado de ovário unicarpelar, fragmenta-se transversalmente em segmentos unisseminados.

Ex.: carrapicho (Desmodium).

F. Craspédio

Derivado de ovário 1-carpelar, fragmenta-se transversalmente em segmentos, mas após a queda desses, uma armação formada pela nervura e sutura do carpelo permanece presa ao receptáculo.

Ex.: sensitiva (Mimosa).

G. Cápsula

Derivado de ovário 2 a multicarpelar, possui diferentes modos de deiscência:

TIPOS DE CÁPSULA

Septicida: abre pela linha de união dos carpelos (azaléa)

Loculicida: abre pelo meio de cada carpelo (algodão)

Pixidiária: abre por uma linha transversal (castanha-do-Pará; sapucaia)

Poricida: abre através de poros (papoula, quaresmeira)

II- Indeiscentes: Não abrem na maturidade

A. Aquênio

Possui 1 semente, ligada à parede do fruto num único ponto.

Ex.: girassol (Helianthus annus); não apresenta cálice modificado em papus

B. Cipsela

Idem ao aquênio, mas apresentando cálice modificado em papus; Cariopse: possui 1 semente, ligada à parede do fruto em toda sua extensão (gramíneas – trigo, milho, arroz)

C. Sâmara

Possui, em geral, 1 semente; a parede do ovário apresenta expansões aliformes (várias leguminosas, Sapindáceas, Malpiguiáceas)

D. Noz

Geralmente 1 carpelo, 1 só semente livre do endocarpo (noz-moscada).

PSEUDOFRUTOS

FRUTOS AGREGADOS

Derivados de muitos ovários de uma única flor (gineceu apocárpico multicarpelar), mais ou menos concrescidos.

Exs.: morango, fruta-do-conde, framboesa.

FRUTOS MÚLTIPLOS

Formados por muitos ovários amadurecidos, pertencentes à uma inflorescência, que crescem juntos, formando uma infrutescência.

Exs.: amora, abacaxi, figo.

Observação

Futos agregados e frutos mútiplos são um conjunto de frutos simples, que podem ser identificados individualmente, de acordo com suas características.

Os frutos que não se originam do crescimento do ovário, mas derivam do desenvolvimento de estruturas como o hipanto (maçã), bem como o conjunto de frutos que forma os frutos múltiplos e os agregados, costumam ser chamados de pseudofrutos.

“Frutos” e “Frutas”

Há uma certa confusão entre os termos “fruto” e “fruta”. Nem todos os alimentos conhecidos como frutas são frutos, e muitos frutos não são reconhecidos pelo leigo como frutas.

Exemplos de frutos rotulados como “legumes” são a abobrinha, o tomate, e o quiabo, que são frutos por terem se desenvolvido a partir de ovários fecundados, e por apresentarem sementes em seu interior.

Anatomia do Fruto

(compilado por Anderson Porto)

referências:

- Wikipédia, fruto

- Portal São Francisco – Fruto

- Infoescola

About these ads

2 comentários sobre “Fruta ou fruto? Qual a diferença?

  1. Que maravilha! Como foi bom este aprendizado! Parabens pela informação. O figo considerado como frutos múltiplos deixou-me intrigada : é diferente do abacaxi e da amora * formados por muitos ovários amadurecidos?!!! Mas, ele não tem semente!

    Curtir isso

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s