Arquivo do mês: março 2012

Pesquisa do Inpa usa semente para purificar água de rio da Amazônia

Uso da moringa evita aplicação de sulfato de alumínio, tóxico para natureza. Técnica também elimina bactérias e torna água própria para uso.

As águas escuras do Rio Negro, no Amazonas, precisam ser clarificadas e purificadas antes de serem consumidas. Um dos produtos usados neste processo é o sulfato de alumínio, tóxico para a natureza. Para evitar a contaminação e melhorar a saúde de comunidades que dependem da água do rio, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) estudou o uso da semente de uma planta, a moringa [ Moringa oleifera ], para tornar potável a água do Rio Negro e conseguiu resultados inesperados.

A moringa é uma planta originária da Índia. Para purificar a água, a semente é extraída e masserada, formando um pó, aplicado no líquido. No Brasil, a planta já é usada para tirar o barro e eliminar bactérias de rios da região Nordeste. Como a quantidade de pó de varia de acordo com as características dos rios e também com o período do ano, “a pesquisa do Inpa foi pioneira”, diz a farmacêutica Edilene Sargentini, que participou dos estudos.

Continuar lendo

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Meio Ambiente, Sementes

*Arca de Noé* para plantas no permafrost

foto: RIA Novosti

Em 2013, na Yacútia deve começar a construção do Crioarmazém Federal de Sementes. O permafrost promete preservar todo o conjunto genes de plantas modernas para futuras gerações. A diversidade biológica na Terra está se reduzindo a um ritmo alarmante e tais sistemas podem se tornar uma “Arca de Noé” para as muitas espécies ameaçadas de extinção.

Refrigerador natural

O problema da preservação de espécies biológicas preocupa os cientistas de todo o mundo. Uma maneira de “preservar” a atual diversidade é “congelar” o material genético, poupando-o para futura reprodução durante anos ou mesmo décadas. Este procedimento não é fácil mas, em troca, a humanidade pode obter um “banco de dados” de animais e plantas, que poderão na altura já não existir na natureza.

As sementes de plantas são bastante fáceis de processar. O número total de bancos de sementes em diferentes países chega quase a mil e quinhentos. Em suas coleções estão armazenadas até um milhão de amostras. Na Rússia, até agora, o maior guardião de uma tal coleção era o Instituto Russo de Horticultura de N. I. Vavilov, que juntou cerca de 270 mil amostras.

Possivelmente, nos próximos anos, a Rússia terá mais um banco destes.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias, Sementes

Novo atlas da flora portuguesa online

Flora-On é um portal que agrega informação “fotográfica, geográfica, morfológica ou ecológica” sobre as plantas autóctones ou naturalizadas em solo português. O projeto, lançado pela Sociedade Portuguesa de Botânica, conta com o trabalho voluntário de vários cientistas e apela à participação do público.

O portal está organizado por ordens, famílias e géneros, e é rico em imagens associadas, facilitando a procura e identificação de plantas vasculares (plantas com vasos de transporte de água e seiva) presentes no território nacional.

A partir do momento em que escolhe determinada espécie, o utilizador pode ter acesso à descrição das suas características essenciais, a uma análise comparativa com outras plantas, e à localização no mapa de Portugal do exemplar em questão. O site não contempla, no entanto, plantas introduzidas no país para cultivo ou ornamentação.

As pesquisas podem ainda ser feitas a partir de uma ferramenta de identificação interativa, através das características diferenciadas de qualquer planta.

O projeto, lançado há cerca de um mês, está a ser desenvolvido “com base no trabalho voluntário de vários botânicos e investigadores” e, de acordo com a Sociedade Portuguesa de Botânica, está destinado ao “público especializado e não especializado”, facultando-lhe acesso gratuito à informação científica sobre as plantas do solo continental, açoriano e madeirense (embora nos dois últimos casos, as secções ainda estejam em atualização).

Para aceder ao portal Flora-On clique [ AQUI ].

Fonte: [ BoasNoticias ]

1 comentário

Arquivado em Biodiversidade, Fotos, Meio Ambiente, Projetos

Harri Lorenzi é homenageado com a designação de um novo gênero do reino vegetal

A família Araceae (dos guaimbês e antúrios), com distribuição cosmopolita (cerca de 3 mil espécies e 100 gêneros no mundo) e tendo no Brasil 466 espécies e 35 gêneros, foi enriquecida com um novo gênero, o 36°, cujo nome Lorenzia, homenageia o Engenheiro Agrônomo e botânico Harri Lorenzi, fundador e diretor do Jardim Botânico Plantarum. Este é o primeiro gênero nativo da família arácea descrito no século XXI; no século XX apenas 5 gêneros foram descritos; os demais foram descritos nos séculos XVIII e X IX.

Lorenzia umbrosa

A espécie tipo deste novo gênero Lorenzia umbrosa E.G. Gonç., coletada por H. Lorenzi et all. no norte do Amapá (região da Serra do Navio) na fronteira com a Guiana Francesa, foi descrita pelo botânico e co-coletor Dr. Eduardo Gomes Gonçalves da Universidade Federal de Minas Gerais.

Este novo gênero constitui o mais basal dentro da evolução filogenética da família arácea, ou seja, o menos evoluído. Trata-se de uma planta delicada, rizomatosa, de pequeno porte (10-20 cm de altura) e folhagem decídua, a qual já está em cultivo no Jardim Botânico Plantarum (veja fotos), onde também estão em cultivo mais de 95% das espécies nativas desta família.

Para conhecer sua descrição clique neste link:

[ Lorenzia (Araceae – Spathicarpeae): A New Genus from Northern Brazil Supported by matK Sequence Data ]
http://www.ingentaconnect.com/content/aspt/sb/2012/00000037/00000001/art00008

Fonte: [ Jardim Botânico Plantarum ]

1 comentário

Arquivado em Notícias

Ingressando na Rede de Sementes Livres de Patentes

Hoje o blog está sendo muito acessado, tudo porque resolvi lançar no mar das possibilidades da Internet a * ideia * de que precisamos criar uma ** REDE DE SEMENTES CRIOULAS ** , criar uma SEMANA MUNDIAL DE SEMENTES, participar das existentes, fomentar a proteção do conhecimento humano sobre o que a gente pode comer ou não…

Vocês tem noção de quão importante é proteger nossas sementes crioulas?

Basta utilizar garrafas PET, como apresentado na foto. De preferência colocando um rótulo informando quando foram guardadas, de qual planta é etc.

Quem quer ajudar?

A ideia é possibilitar que cada pessoa possa selecionar, no banco de dados do projeto, as espécies que está à procura e/ou as que gostaria de receber. Apresentar também aquelas que possui para troca, venda ou doação.

Os participantes criariam as regras para o funcionamento, os participantes receberiam uma listagem de especies disponíveis e o sistema manteria todos informados sobre como está funcionando.

O que acham?

Acredito que seja a hora de fazer alguma coisa nesse sentido, ir além do que já existe.

Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Sementes

Composto impede avanço de melanoma

Por Karina Toledo

Em pesquisa feita com pele artificial na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, molécula extraída da planta pariparoba barrou a migração das células tumorais da epiderme para a derme

Agência FAPESP – Testes pré-clínicos feitos na Universidade de São Paulo (USP) revelaram que um composto extraído da pariparoba (Pothomorphe umbellata), arbusto originário da Mata Atlântica, é capaz de inibir o desenvolvimento do melanoma e impedir que as células tumorais invadam a camada mais profunda da pele e se espalhem para outros tecidos.

A molécula, batizada de 4-nerolidilcatecol (4-NC), foi testada em um modelo de pele artificial durante o [ doutorado ] de Carla Abdo Brohem, realizado no Departamento de Análises Clínicas da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF-USP) com apoio da FAPESP.

A equipe já iniciou a etapa de testes em animais. Os resultados estão em [ artigo publicado ] na revista Pigment Cell & Melanoma Research.

Segundo Silvya Stuchi Maria-Engler, coordenadora do estudo, o melanoma é a forma mais agressiva de câncer de pele e tem origem nas células produtoras de pigmentos, os melanócitos. Dados da literatura científica indicam que de 20% a 25% dos diagnosticados com a doença morrem.

“Se tratado na fase inicial, as chances de cura são altas. Mas quando ele se torna metastático o tempo de sobrevida é curto, em torno de oito meses, pois o tumor é muito resistente às drogas existentes. Medicamentos novos, portanto, são bem-vindos”, disse.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Doenças, Medicamentos, Plantas Medicinais, Vídeos

Pesquisadores suíços confirmam efeito letal de toxina Bt sobre joaninhas

Pesquisadores do Instituto Federal de Tecnologia da Suíça (ETH), em Zurique, confirmaram a descoberta anterior de que a toxina Bt Cry1Ab produzida por plantas de milho transgênico aumenta a mortalidade de larvas jovens de joaninha de duas pintas (Adalia bipunctata L.) em testes de laboratório.

Esses insetos são típicos “organismos não alvo” que supostamente não seriam afetados pelo milho transgênico. Além disso, são insetos benéficos, que promovem o controle biológico de outras pragas.

"É necessária uma revisão das autorizações comerciais vigentes para o cultivo de plantas transgênicas." (Dr. Hartmut Meyer, coordenador da Rede Europeia de Cientistas para a Responsabilidade Social e Ambiental (ENSSER)

Em 2009 a equipe de pesquisadores liderados pela Dra. Angelika Hilbeck publicou o [ estudo original ], que foi incluído, juntamente com muitas outras pesquisas, entre as provas utilizadas pelo governo alemão para justificar o banimento do plantio comercial de milho transgênico que expressa a toxina testada.

Não demorou para que a pesquisa começasse a ser atacada pelos defensores dos transgênicos, que em fevereiro de 2010 publicaram um conjunto de artigos na revista “Transgenic Research” acusando o estudo de ser baseado em “pseudo-ciência” e apresentando pesquisas próprias com o objetivo de desmentir o trabalho de Hilbeck.

Agora, em 15 de fevereiro de 2012, a equipe da Dra. Hilbeck [ publicou ] os resultados de testes complementares que confirmam as descobertas publicadas em 2009.

Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Transgênicos

O futuro dos alimentos – The Future of food

httpvh://youtu.be/m9OvwUslJyM

1 comentário

Arquivado em Alimentos, Biotecnologia, Transgênicos

Óleo De Canola – Um Clássico Exemplo De Fraude Alimentar

Você lembra da margarina? Ela foi e ainda é apresentada como mais saudável que a manteiga.

Eu já vi sites renomados dizendo que devemos trocar a manteiga pela margarina que é mais saudável.

E o pior é que muita gente ainda acredita nisso!

Comer margarina é tão saudável quanto comer plástico derretido… A única diferença é o preço. A margarina é mais barata que plástico, mas o resultado é o mesmo.

Mas no momento não vou falar sobre a margarina, que é um veneno, mas sobre o Óleo De Canola, que está indo no mesmo rumo da margarina.

Você pode até não comprar o óleo achando que está se livrando dele, mas acaba consumindo-o em outros alimentos processados.

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Transgênicos

Parede ecológica purifica ar de escritórios

O Centro de Arquitetura, Ciência e Tecnologia (Case) nova-iorquino desenvolveu uma parede ecológica que ajuda a melhorar a qualidade do ar e o clima nos escritórios e outros ambientes internos. O sistema utiliza plantas e tem um efeito superior a 800 plantas de vaso.

O processo utilizado pelos arquitetos é a fitorremediação.

Este método utiliza plantas para remover, imobilizar ou tornar inofensivos ao ecossistema contaminantes do solo, água ou ar.

As plantas hidropónicas são plantadas numa parede, que pode ser deslocada.

Estas plantas são aquelas são plantadas sem solo. Assim, as raízes ficam expostas, aumentando a capacidade de purificação do ar em 300 por cento.

A irrigação é feita através de gotas que garantem a água necessária às plantas.

Fonte: [ TVNET ]

Deixe um comentário

Arquivado em Controle biológico, Doenças, Meio Ambiente, Técnicas