Compostagem doméstica com baldes de 5 litros

Experiência que realizei com o intuito de aprender sobre compostagem. O resultado foi muito bom. Dá para usar em cultivos caseiros e adaptar para escalas maiores.

Anderson Porto
___

O que é compostagem?

Define-se compostagem como o processo natural de decomposição biológica de materiais orgânicos (aqueles que possuem carbono em sua estrutura), de origem animal e vegetal, pela ação de microrganismos.

Para que ele ocorra não é necessário a adição de qualquer componente físico ou químico à massa do lixo e sim microorganismos, chamados de inoculantes.

A compostagem pode ser aeróbia ou anaeróbia, em função da presença ou não de oxigênio no processo.

O processo de compostagem aeróbio de resíduos orgânicos tem como produto final o composto orgânico, um material rico em húmus e nutrientes minerais que pode ser utilizado na agricultura como recondicionador de solos, com algum potencial fertilizante.

A seguir apresento uma experiência de compostagem que fiz, com o passo a passo de cada etapa.

Dúvidas? É só perguntar nos comentários.

Fotos com passo a passo nas legendas

10409534_10152613317374670_2752371534483705089_n

Para começar vamos reunindo restos vegetais como cascas de alimentos e partes descartadas, cascas de ovos, filtros de papel, borra de café… em um local de armazenamento, para o exemplo estou usando lixeirinha de 5 litros.

1979866_10152613280999670_6655356691434197766_n

A segunda é a MEIO, que recebe composto já pronto mais folhas = C = carbono. Na foto ela está invertido para vocês possam ver os furos que fiz com uma ferro de soldar.

16672_10152613285389670_8328550263554762515_n

MEIO na posição correta.

1625667_10152613285684670_5414030641925737615_n

MEIO encaixada na BASE. A parte preta é a tampa da lixeira de 5 litros que cortei retirando a parte interna. Neste caso, serve para tampar a borda.

10525776_10152613285804670_8285334295907709602_n

Por fim, terceira parte que é a TOPO, construída igual a MEIO, mas que receberá material recém utilizado (cascas e restos orgânicos da lixeirinha orgânica), para decompostar.

10603214_10152613285989670_2550619788395874114_n

Começo colocando filtros de café cortados ao meio no fundo da caixa MEIO.

10252019_10152613286074670_3218243168316196131_n

Até cobrir os furos por completo.

10540416_10152613286254670_6839659677485316197_n

Depois encho de folhas, galhos, etc. Uma (01) parte de C de total de 2.

426014_10152613286489670_1092688588886652987_n

Em seguida coloco um pouco de composto já pronto.

10553364_10152613286589670_5343118091145456429_n

Encaixo por cima a parte TOPO. Repito o mesmo processo. Coloco filtros de café no fundo, depois folhas…

10568898_10152613317014670_4648840217024614610_n

Medida que uso de cascas para compostar. É só acrescentar água aos poucos e bater até virar uma pasta.

1551637_10152613286749670_6132842252186961746_n

Jogo por cima das folhas a pasta orgânica (N) que fiz.

10563083_10152613286849670_4776211693050330834_n

Para acelerar ainda mais o processo, coloco um canudo furado (furos de agulha) no meio.

1544459_10152613286964670_6013034799366644281_n

Canudo no meio, encostando nas folhas. Serve para levar ar direto às folhas abaixo da pasta.

10527451_10152613287204670_2651869097741588696_n

Cubro com mais um pouco de folhas…

10593138_10152613287319670_1684306884158026808_n

Um pouco de composto (para fornecer micro-organismos) e por cima coloco borra de café, para afastar insetos.

10501616_10152613287499670_3752246259764733004_n

Por fim tampo com essa tampa + tela que fiz. apenas cortei a tela e colei.

10600601_10152613287644670_819549466698022626_n

Para marcar o início da compostagem coloco uma etiqueta datada.

68906_10152613287789670_453540059204693918_n

Dentro de 90 a 120 dias a parte TOPO estará pronta e a parte MEIO estará com composto para ser usado em outras compostagens.

RELAÇÃO C/N

A proporção C/N na matéria orgânica do solo é fator importante sobre vários aspectos, dos quais os mais significativos são os seguintes:

  •  Uma adição ao solo de resíduos com relação C/N elevada, motiva a competição pelo N disponível entre os microrganismos e as plantas.
  • Resíduos com relação C/N baixa (leguminosas), podem favorecer o desenvolvimento
    microbiológicos no processo de decomposição, implicando em maior quantidade de N mineralizado.
10550939_10152622955854670_487005679866913659_n

É importante instalar uma torneirinha, para recolher o chorume e adubar as plantas com ele.

10559768_10152622955979670_4819418256332575156_n

Para recolher o chorume utilizei a medida “copinho”. É só misturar 1 copinho de chorume para 9 de água.

10384226_10152830119484670_1847164374930648111_n

O composto pronto tem cheiro de terra molhada e pode ser usado misturado com um pouco de pó de cascas de ovos ou calcáreo agrícola, para diminuir a acidez.

10636214_10152830121484670_2229314813580464829_n

Exagerei em alguns momentos para mostrar possibilidades. Adaptando a escala é possível produzir muito mais composto. Também é possíve acelerar o processo, falaremos disso numa próxima postagem. Boa compostagem!

A estrutura dos micoorganismos que atuam na compostagem é formada por aproximadamente 90% de água, por isso o teor de umidade deve ser controlado durante o processo.

No processo de compostagem aeróbia os micoorganismos necessitam de oxigênio para seu metabolismo. Fatores como umidade, temperatura e granulometria influenciam na disponibilidade de oxigênio, e a sua falta resulta na emanação de odores desagradáveis.

O processo de aeração do composto pode ser feito revolvendo-se o material com pás carregadeiras ou máquinas especiais. Em pequenas unidades, este reviramento pode ser feito à mão.

Na compostagem anaeróbia a decomposição é realizada por micoorganismos que podem viver em ambientes sem a presença de oxigênio; ocorre em baixa temperatura, com exalação de fortes odores, e leva mais tempo até que a matéria orgânica se estabilize.

Na compostagem aeróbia, processo mais adequado ao tratamento do lixo domiciliar, a decomposição é realizada por micoorganismos que só vivem na presença de oxigênio. A temperatura pode chegar a até 70ºC, os odores emanados não são agressivos e a decomposição é mais veloz.[1]

O húmus se apresenta em forma coloidal e pode influir em diversas propriedades fisicas e quimicas do solo:

– melhora a estrutura do solo;
– reduz a plasticidade e coesão;
– aumenta a capacidade de retenção de água;
– ameniza a variação da temperatura do solo;
– aumenta na capacidade de troca catiônica;
– aumenta o poder tampão;
– compostos orgânicos atuam como quelato;
– matéria orgânica em decomposição é fonte de nutriente.[3]

Sobre o processo de compostagem

O processo de compostagem acontece em fases, sendo elas muito distintas umas das outras. Suas principais características são:

1ª) Fase mesofílica:

Nessa fase, fungos e bactérias mesófilas (ativas a temperaturas próximas da temperatura ambiente), que começam a se proliferar assim que a matéria orgânica é aglomerada na composteira, são de extrema importância para decomposição do lixo orgânico. Eles vão metabolizar principalmente os nutrientes mais facilmente encontrados, ou seja, as moléculas mais simples. As temperaturas são moderadas nesta fase (cerca de 40°C) e ele tem duração de aproximadamente de 15 dias.

2ª) Fase termofílica:

É a fase mais longa,e pode se estender por até dois meses, dependendo das características do material que está sendo compostado. Nessa fase, entram em cena os fungos e bactérias denominados de termofilicos ou termófilos, que são capazes de sobreviver a temperaturas entre 65°C e 70°C, à influência da maior disponibilidade de oxigênio – promovida pelo revolvimento da pilha inicial. A degradação das moléculas mais complexas e a alta temperatura ajudam na eliminação de agentes patógenos.

3ª) Fase da maturação:

A última fase do processo de compostagem, e que pode durar até dois meses. Nessa fase há a diminuição da atividade microbiana, juntamente com as quedas de gradativas de temperatura (até se aproximar da temperatura ambiente) e acidez, antes observada no composto. É um período de estabilização que produz um composto maturado. A maturidade do composto ocorre quando a decomposição microbiológica se completa e a matéria orgânica é transformada em húmus, livre de toxicidade, metais pesados e patógenos.

O produto gerado a partir desse processo de degradação recebe o nome de composto orgânico, que é um material estável, rico em substâncias húmicas e nutrientes minerais, que pode ser utilizado em hortas, jardins e para fins agrícolas, como adubo orgânico, devolvendo à terra os nutrientes de que necessita, e evitando o uso de fertilizantes sintéticos.[4]

___

No próximo passo a passo iremos usar composteiras maiores.

___

Fotos: Anderson Porto

Fontes / Bibliografia consultada

[1] http://www.resol.com.br/cartilha8/capitulo12b2.php

[2] http://paposambientais.blogspot.com.br/2009/08/o-que-e-compostagem.html

[3] APOSTILA DE ADUBAÇÃO ORGÂNICA – http://www.dpv24.iciag.ufu.br/new/dpv24/Apostilas/Apostila%20Ad.%20Organicos%2003.pdf

[4] http://www.ecycle.com.br/component/content/article/67/2368-o-que-e-como-fazer-compostagem-compostar-composteira-tecnica-processo-reciclagem-decomposicao-destino-util-solucao-materia-organica-residuos-solidos-lixo-organico-urbano-domestico-industrial-rural-transformacao-adubo-natural.html

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Sem categoria

5 Respostas para “Compostagem doméstica com baldes de 5 litros

  1. excelente post! parabéns e obrigada por compartilhar!

    Curtir

  2. Onde faço ou arranjo o composto para utilizar no balde do meio? Já tenho q ter esse material antes de iniciar o processo?

    Curtir

  3. Como faço o composto para colocar no balde do meio, aquela terra encima das folhas? Para iniciar este processo já tenho q ter este material?

    Curtir

  4. Eu coloquei um composto já pronto. Para começar você não precisa ter composto pronto não. Basta utilizar no MEIO uma terra que contenha microrganismos, isto é, terra de quintal, de preferência recolhida do entorno do solo de bananeiras. Pode utilizar também arroz bem cozido (papado) sem sal e sem gordura, misturado a esta terra.

    Curtir

  5. Liana Masotti

    Fiz a compostagem mas aconteceu que criou muitos morquitinho e agora naõ sei o que fazer, pois então entrando dentro de casa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s