Arquivo da categoria: Notícias

A Horta em Caixotes do projeto Tudo Sobre Plantas funciona e há mais de 1 ano!

Em junho de 2018 comecei a construir uma horta, reaproveitando um material que estava disponível pelo quintal. Mourões, caixas plásticas, madeiras… Comecei a pensar em como fazer uma horta suspensa numa altura que tornasse tranquilo plantar e cuidar. O resultado está aí.

A ideia era construir uma horta que minha mãe pudesse acessar sem precisar abaixar ou fazer muito esforço. Facilitaria para ela e pra mim, pois venho sofrendo de uma dor na lombar há mais de 3 anos.

O resultado está aí. Horta 100% funcional, adequada para idosos, fácil de construir e manter. Uma horta para a vida toda!

Algumas caixas precisam de novos plantios, então irei plantar salsa, sálvia e manjericão. A irrigação é feita de forma automática.

VANTAGENS do modelo adotado:

  • Hortas cultivadas em altura ideal, de fácil implementação, manuseio e manutenção;
  • Pode ser construída na terra ou em áreas cimentadas;
  • Substratos podem ser preparados de acordo com as espécies cultivadas;
  • Com altura regulável, pode ser adaptada para cadeirantes e crianças;
  • Instalação rápida e fácil substituição dos canteiros;
  • Evita esforços físicos.

A ideia agora é fazer mais e mais hortas assim em todos os espaços públicos possíveis. Levar o plantio mais para perto das pessoas.

Ofereço oficinais de construção de hortas e compostagem nos finais de semana para os hóspedes aqui no projeto. Para reservar, acesse:

Vivência em Cultivos de Plantas

E com sua ajuda, podemos fazer mais. Para apoiar o projeto, acesse:

https://apoia.se/tudosobreplantas

Bom cultivo!

Anderson Porto
https://www.tudosobreplantas.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Tudo Sobre Plantas na Marcha das Favelas pela Legalização – 2019

Hoje meu dia foi um tanto atribulado. De manhã estive na Feira de Orgânicos do Campo de São Bento, em Niterói-RJ. Postei sobre isso no [ Facebook ].

Depois, de tarde, consegui dar um pulo lá na Marcha das Favelas pela Legalização. Começou 14:20h. ☺️

Tô deixando a barba crescer por causa do frio.

A marcha começou pela Rua Uranus, 733. Foi passando pelas ruas e vielas de Bonsucesso, sob o calor do asfalto e áreas sombreadas.

Fomos andando até Manguinhos, no ritmo da galera do bloco Planta na Mente. Uma parte da galera fumava, outros molhando a goela com uma cerveja… Respeito, união, pé no chão. Talvez um ou outro flutuando… rs…

Reencontrei alguns amigos e conhecidos, fiz novas amizades… Gostei de chegar junto. Me fez repensar a questão social, no povo que sofre nas favelas, as necessidades envolvidas.

E são tantas as questões… Agora…, uma certeza?

De tanto conversar aqui e ali, com vários atores e pensadores que se debruçam sobre a questão Cannabis e por vezes debatem soluções, urge aprimorar não só na formação de empreendedores; o principal e talvez o mais importante seja resgatar a cidadania daqueles que foram colocados em última prioridade pela nossa sociedade.

Ao meu ver, a questão nunca foi essa de maconha ser ou não medicinal, ou se faz bem ou mal, se sei lá o que. A real é que as soluções existem e podem ser implementadas. E a pressa // pressão é porque existe muita gente necessitando… pra ontem!

Enfim… Estamos caminhando.

Abraços canábicos!

Anderson Porto
www.tudosobreplantas.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Árvore sendo abraçada simbolicamente

Esta árvore vem sendo assassinada na Rua Jornalista Irineu Marinho, em frente ao número 530.

Vi um idoso jogando um líquido laranja que me pareceu veneno em buracos que foram feitos no fuste da árvore e registrei denúncia via Colab.

Ontem, 16/07/2019, coloquei um “abraço simbólico” lá na árvore.

Vamos ver se a pessoa que está fazendo essa maldade (e crime ambiental) se toca e muda de atitude.

Hoje ainda permanece lá.

Anderson Porto

www.tudosobreplantas.com.br

1 comentário

Arquivado em Notícias

Geografia do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia

Trata-se de um levantamento de dados exaustivo e sem precedentes sobre o consumo de agrotóxicos no Brasil (todos com fontes oficiais) e faz um paralelo com o que acontece na União Européia.

Conta com uma introdução sintetizando o trabalho de pós-doutoramento da professora Larissa Mies Bombardi e, a partir da página 67, são mais de 200 páginas com infográficos que esmiuçam, quantificam e facilitam a compreensão do problema.

Link para download: [ CLIQUE AQUI ]

Fonte: [ FAO ]

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Sucos fantásticos

~ Educação Ambiental Ativa ~ www.tudosobreplantas.com.br cultivando boas ideias!

Quem aí gosta de saborear SUCOS FANTÁSTICOS? ❤

Um dos segredos para fazer sucos é ter em mãos frutas frescas, orgânicas, cultivadas com muito amor e dedicação.

Durante o desenvolvimento do projeto Tudo Sobre Plants tive a oportunidade de experimentar diversas combinações maravilhosas de frutas em sucos desintoxicantes, termogênicos e muito, muito saudáveis.

Vamos começar pelos mais fáceis.

✨ SUCO DE TANGERINA ✨

É de longe um dos sucos mais saborosos que já experimentei.

A tangerina é uma rica fonte de vitamina A, vitamina C, vitamina B1 e B2, bioflavonóides (como o nobiletin), folato (semelhante ao ácido fólico) e sais minerais, como o potássio, o cálcio, o fósforo e o magnésio.

● Ingredientes:

– 8 a 10 tangerinas maduras, de preferência mais azedas e com casca mais colada aos gomos – aqui na região são chamadas de mexericas;
– água, gelo e açúcar;

● Como fazer?

Fazer suco de tangerina tem um segredo. Basta cortar os frutos com casca e tudo, partindo os gomos ao meio, e passá-los no espremedor. Misturar com pouca água gelada e adoçar se preferir. Experimente!

✨ SUCO DE TAMARINDO ✨

O tamarindo é rico em vitamina C e B1 (tiamina), fósforo, cálcio, ferro e pectina, principal fibra solúvel (capaz de reduzir o colesterol do sangue).

A polpa é rica em ácido cítrico, málico e tartárico, parcialmente combinados sob a forma de sais de potássio e cálcio. O ácido tartárico dá um gosto amargo à alimentação, mas também é um poderoso antioxidante.

● Ingredientes:

– 500g de tamarindo descascado, com a polpa colocada de molho em água filtrada por cerca de 12h na geladeira. – mel.

● Como fazer?

Descasque o tamarindo e coloque a polpa de molho em água filtrada numa tijela, tampe e coloque na geladeira, de um dia para o outro. Na hora de fazer retire as sementes com a mão (depois do molho soltam facilmente) e bata a polpa num liquidificador com água gelada e mel.

+ infos: www.tudosobreplantas.com.br/asp/plantas/ficha.asp?id_planta=25358

✨ REFRESCO DE ACEROLA COM MENTA ✨

Experimentei pela primeira vez este refresco na Feira de Trocas Sustentáveis, que aconteceu em 2014, no pátio do MAC – Museu de Arte Contemporânea, em Niterói / RJ. É uma delícia! Bem gostoso e refrescante.

● Ingredientes:

– cerca de 500g de acerolas frescas;
– um punhado de menta – folhas de 9 a 12 ramos;
– gelo, água gelada e açúcar.

● Como fazer?

Lavar bem as acerolas e as folhas de menta, bater inteiras num liquidificador com um pouco de água gelada, coar em peneira grossa, depois em peneira fina, acrescentar gelo, mais água gelada e açúcar a gosto.

✨ SUCO DE JAMBO ✨

Uma das surpresas mais agradáveis.

● Ingredientes:

– de 4 a 6 jambos partidos ao meio, sem caroços; – gelo, água e açúcar.

● Como fazer?

Bata o jambo sem caroços em água gelada e adoce a gosto. Importante! Jambo tem muito sódio, portanto não deve ser ingerido em muita quantidade ou por longo tempo.

✨ SUCO DE ABACAXI COM GENGIBRE ✨

Outro suco saborosíssimo! O detalhe é que ele é feito com as cascas do abacaxi e gengibre com casca e tudo!

● Ingredientes:

– cascas de 01 abacaxi;
– uma porção de gengibre;
– gelo, água e açúcar.

● Como fazer?

Lave bem o abacaxi e o gengibre. Descasque o abacaxi e reserve as cascas. Corte em rodelas o gengibre. Bata no liquidificador as cascas de abacaxi e as rodelas de gengibre. Coe em peneira grossa, depois em peneira fina, acrescente gelo, água gelada e açúcar ou mel a gosto.

✨ SUCO DE MARACUJÁ ✨

Existem mais de 530 espécies de maracujá, no entanto, a espécie Passiflora edulis, mais conhecida como maracujá-azedo, é a que possui maior importância econômica, pois sua polpa, de coloração amarelo – alaranjado, proporciona bom rendimento de suco.

O suco possui vitamina A ( 2.400 mg/100g), C (30 mg/100g), B1 (0,003 mg/100g), B2 (0,13 mg/100g), B5 (2,42 mg/100g), cálcio (13,0 mg/100g), fósforo (1,7 mg/100g), ferro (1,6 mg/100g).

● Ingredientes:

– 3 a 4 unidade(s) de maracujá;
– 1 litro(s) de água;
– gelo e açúcar.

● Como fazer?

Com liquidificador – basta cortar a parte de cima dos frutos, retirar as polpas com uma colher, despejando direto no liquidificador. Acrescentar um pouco de água e bater no modo “pulsar”, por cerca de 5 a 6 vezes.

Sem liquidificador – colocar a polpa dos maracujás em um copo alto e misturar com açúcar. Mexer bem com uma colher até soltar a polpa das sementes.

Coar uma peneira grossa, depois numa fina, acrescentando água para ajudar a dissolver a polpa e mexendo com uma colher. Ao final acrescentar gelo e açúcar a gosto.

Importante: o suco é contra-indicado para pessoas que apresentem hipotensão (pressão sangüínea baixa).

+ infos: www.tudosobreplantas.com.br/asp/plantas/ficha.asp?id_planta=19542

✨ SUCO DE SALSINHA ✨

A salsinha ajuda no controle da hipertensão devido as suas propriedades diuréticas e possui um alto teor de clorofila que ajuda a produzir hemoglobinas, facilitando a utilização de oxigênio. É considerada um afrodisíaco moderado. Grandes quantidades devem ser evitadas durante a gravidez, vez que a apiole é um estimulante uterino.

● Ingredientes: – 3 a 4 ramos de salsinha orgânica; – 1/2 litro de água;

● Como fazer? Basta bater os ramos de salsa em água gelada e beber um copinho na parte da manhã.

✨ SUCO DE MAMÃO, CENOURA, ABACAXI e LARANJA ✨

Deixei a receita desde suco para o final, pois ele é um dos que considero como um dos sucos mais deliciosos do mundo! Sabe aquele abacaxi que você tirou as cascas na receita anterior? Sabe aquele mamão meio sem sabor que você tem na geladeira? Vou ensinar como utilizá-los.

● Ingredientes:

– suco de 6 laranjas;
– meio mamão papaia ou 1/2 copo de mamão formosa;
– 2 a 3 rodelas de abacaxi;
– uma cenoura inteira, descascada.

● Como fazer?

Bata num liquidificador por cerca de 2 minutos o suco das laranjas, o mamão, as rodelas de abacaxi e a cenoura, cortada em pedaços. Despeje numa jarra, acrescente gelo e sirva! Se bater bem não precisa coar. Também não precisa de açúcar, pois é adoçado naturalmente. ❤

Importante! Suco de frutas em geral contém possui muito açúcar e portanto são proibidos para pessoas com diabetes.

Varie sempre os sucos, para obter os diferentes nutrientes.

E aí? Conhece outras receitas? Que tal compartilhá-las com a gente?

Saúde!

Anderson Porto

Gestor do portal Tudo Sobre Plantas
www.tudosobreplantas.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Projeto de Horta em Caixotes com Jardineiras

Projeto de horta suspensa que fiz em parceria com [ Vania Mendonça ], no Rio de Janeiro.

Morangueiros em jardineiras e uma horta em caixotes, num espaço de 1,60m.

Plantei couve, sálvia, alecrim, manjericão, coentro bravo, aipo, hortelã, cebolinha, salsa, novalgina, erva-doce… E em vasos grandes (depois mando fotos) um pé de limão taiti e um de fruta-de-conde.

Pena que quando deu para fotografar já estava escuro. Valeu muito a experiência, fiquei bem cansado e feliz com o resultado.

E gente… Finalmente consegui fazer meu primeiro trabalho com hortas elevadas.

Segundo consta, agora sou projetista e construtor de Hortas em Pequenos Espaços… Ói que chique? ☺️😘

Abraços!

Anderson Porto
https://www.tudosobreplantas.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

O que sabemos hoje sobre Cannabis Medicinal

[01/07/2019] Estou um tanto cansado, ainda sob efeito de tantas informações precisas, contundentes e dissipadoras de quaisquer dúvidas que porventura ainda pudessem existir em meu ser. O seminário foi proveitoso e maravilhoso em todos os sentidos.

Anderson Porto, do Tudo Sobre Plantas

Hoje tenho a certeza completa de que essa planta chamada de [ Cannabis sativa ] merece ocupar o seu devido espaço na cultura mundial dos povos.

É uma medicina que atende uma demanda de qualidade crescente, finalmente entendi porque o extrato integral é mais eficaz que qualquer canabinoide isolado, mais estudos trarão a personalização tanto do tratamento como dos teores de cannabinoides e, muito em breve, todos nós poderemos usufruir livremente de seus benefícios, seja plantando para o próprio consumo, seja via associações, seja via comunidades de produtores, seja via produção industrial. Com efeitos psicoativos ou sem.

A luta AGORA é pelo acesso justo, pois as qualidades medicinais estão cientificamente (com)provadas.

Eis algumas doenças que podem ser tratadas com os canabinoides da maconha: dor (dores crônicas), ansiedade, angustia, dispneia, insônia, depressão, náuseas, solidão, autismo, alzheimer, TDAH, esclerose múltipla, fibromialgia, epilepsia, anorexia, câncer, parkinson, glaucoma, diabetes…

Meu conselho, portanto, é: pesquise, informe-se, procure saber se você tem alguma doença tratável com Cannabis Medicinal.

Eis algumas informações que é bom saber:

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Alimentos, Cannabis, Estudos, Notícias

Exposição de bonsai no Plaza Shopping, Niterói – RJ

Está acontecendo neste final de semana uma exposição de bonsai, arranjos florais e terrários no Plaza Shopping, em Niterói – RJ.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Pesquisa da Embrapa desenvolve farinha de banana-verde com alto teor nutritivo

Foto: Ronielli Reis

Estudo da Embrapa desenvolveu o passo a passo para a produção de uma farinha de banana-verde de qualidade e com alto teor de amido resistente, um tipo de carboidrato que se comporta como fibra no organismo. Esse carboidrato não é digerido, mas fermentado por bactérias benéficas do intestino grosso, contribuindo para evitar doenças inflamatórias do sistema digestório e diminuir os riscos de câncer do cólon intestinal.

Além disso, o amido resistente ajuda a reduzir a velocidade da liberação dos açúcares do alimento no sangue (índice glicêmico), prevenindo e auxiliando no tratamento do diabetes tipo 2. A principal inovação é a utilização do plátano (banana-da-terra) em substituição às bananas Prata e Nanica na fabricação dessa farinha. Além do elevado teor de amido resistente, os plátanos apresentam maior quantidade de matéria seca (porção que sobra dos alimentos após a retirada de toda a sua umidade) e maior rendimento para a produção da farinha.

A banana-verde é considerada o alimento não processado mais rico em amido resistente. E, de acordo com as cientistas envolvidas na pesquisa, a farinha é a melhor forma para disponibilizar esse tipo de amido na dieta da população brasileira. É um produto nutritivo e saudável, pois apresenta ainda altos teores de magnésio, manganês e potássio e baixos teores de gorduras e sódio.

Oportunidade para a agricultura familiar

Outra vantagem da farinha de banana-verde é a sua facilidade de produção, que requer uma tecnologia simples, criando oportunidades de negócios para as agroindústrias familiares. A contribuição dessa pesquisa é padronizar as etapas de produção, que incluem descascamento, fatiamento, desidratação, trituração e acondicionamento.

Para a produção de farinha de qualidade (muitas encontradas hoje nos mercados apresentam baixa qualidade visual e nutricional), as pesquisas estabeleceram padrões nas etapas de processamento e buscaram utilizar variedades com grande quantidade de amido resistente.

Por meio do projeto “Identificação de bananas e plátanos promissores em amido resistente para o desenvolvimento de produtos com potencial prebiótico”, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a pesquisadora da Embrapa Mandioca e Fruticultura (BA) Ronielli Reis e parceiros analisaram 20 genótipos (cultivares) de bananas e plátanos que integram o Banco Ativo de Germoplasma (BAG) da Embrapa, localizado em Cruz das Almas (BA). Os plátanos se mostraram mais interessantes para a produção de farinha do que as bananas.

Plátanos rendem mais

“Selecionamos três genótipos de plátanos do nosso BAG e a Terra Maranhão, cultivar de plátano comercial, pois foram as mais interessantes para a produção de farinha. Hoje, no Brasil, a farinha de banana-verde é feita usualmente com Grand Naine, Pacovan, Prata-Anã, que são tipos de banana. Os plátanos apresentam mais matéria seca, alto teor de amido resistente e maior rendimento”, explica Reis. O maior diferencial está no rendimento. Enquanto as bananas Grand Naine, Pacovan e Prata-Anã obtiveram 17,23%, 18,70% e 20,28%, respectivamente, os genótipos de plátanos indicados no estudo apresentaram valores bem maiores: Chifre de Vaca, 24,31%; Comprida, 27,71%; Trois Vert, 25,32%; e Terra Maranhão, 25,17%. Por exemplo, para cada 100 quilos do plátano Terra Maranhão (com casca), será possível obter 25 quilos de farinha.

Uma razão para o mercado não utilizar hoje os plátanos como matéria-prima na produção de farinha de banana-verde é o fato de eles não estarem presentes em todo o País, com sua produção concentrada no Nordeste e consumidos cozidos, fritos ou na forma de farinha. A Embrapa vem trabalhando para mudar esse quadro e aumentar a produção de plátano no País, introduzindo variedades, por exemplo, no Vale do Ribeira (SP), maior região produtora de banana do Brasil.

Reis diz que para haver uma mudança de paradigma é necessário que o produtor passe a enxergar a produção de farinha não como mero aproveitamento do descarte de produção. Ele deve observar, como pontua a pesquisadora, o conjunto de fatores para a obtenção de um produto de melhor qualidade e com maior potencial funcional, como a escolha da variedade, o ponto de maturação adequado, a técnica de secagem, ou seja, todas as etapas recomendadas na pesquisa, que tem como parceiros a Embrapa Agroindústria de Alimentos (RJ) e a Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).

Farinha bonita por mais tempo

“O que a Embrapa está fazendo é mostrar esse passo a passo para a obtenção de uma farinha de qualidade, com coloração mais clara e atraente, inclusive utilizando substâncias que previnem o escurecimento, a oxidação da farinha. Por exemplo, armazenamos essa farinha por quatro meses em temperatura ambiente, sem tecnologia nenhuma, simplesmente embalada em uma embalagem plástica normal, barata. A farinha ficou estável do ponto de vista microbiológico, e a cor, um indicativo de qualidade do alimento, alterou muito pouco. O teor de amido resistente não caiu. Enfim, são coisas que vemos faltar no mercado, esse tipo de padrão de qualidade”, salienta.

A pesquisa indica a utilização da Terra Maranhão, cultivar facilmente encontrada no mercado. Reis ressalta que, caso o produtor queira usar outra variedade de plátano, vai obter um produto com melhor qualidade de qualquer forma, desde que siga as etapas corretas de processamento.

“Em termos de amido resistente, por exemplo, se usarmos a Terrinha, variedade de plátano também facilmente encontrada no mercado, é possível obter 40% de amido resistente, enquanto a Terra Maranhão chega a 62%”, informa. Ela frisa ainda que, se houver a padronização do estádio de maturação, temperatura de secagem, umidade final, forma de trituração, e outros aspectos, o produtor já terá uma farinha de melhor qualidade visual e nutricional se comparada às comercializadas hoje.

A farinha de banana-verde encontrada hoje é escura, sem padronização. “Usam-se frutos verdes, maduros, sem qualidade, o que resulta em um produto de péssima qualidade. O nosso papel é mostrar que podemos ter uma farinha de boa qualidade, com uma coloração superatraente, com alto teor de amido resistente e que pode ser aplicada em diversos produtos, visando ao seu enriquecimento nutricional”, acredita Reis.

Clique [ AQUI ] para baixar

fonte: [ EMBRAPA ]

Deixe um comentário

Arquivado em Alimentos, Estudos, Notícias, Passo a passo, Técnicas

O cultivo de bom milho

Havia um fazendeiro que cultivava milho de excelente qualidade e, a cada temporada, ganhava o prêmio de melhor cultivo em sua região. Teve um ano que um repórter do jornal local entrevistou o fazendeiro e soube que a cada primavera o homem compartilhava sua semente com seus vizinhos para que eles também pudessem plantá-la em seus campos …

“- Como você pode compartilhar suas melhores sementes de milho com seus vizinhos quando eles estão entrando em competição com os seus?”, perguntou o repórter.

“- Isso é muito simples”, explicou o agricultor … “O vento pega o pólen do milho em desenvolvimento e o transporta de campo em campo. Se meus vizinhos cultivarem milho inferior, a polinização cruzada degradará a qualidade de todo o milho, incluindo o meu. Se eu quiser cultivar um bom milho, eu devo ajudar meus vizinhos a cultivarem um bom milho também”.

O repórter percebeu como a explicação do agricultor também se aplicava à vida das pessoas da maneira mais fundamental … Aqueles que querem melhor qualidade de vida devem ajudar a enriquecer a vida dos outros, pois o valor de uma vida é medido pelas vidas que toca. E aqueles que escolhem ser felizes devem ajudar os outros a encontrar a felicidade, pois o bem-estar de cada um está ligado ao bem-estar de todos.

__
Fonte: texto de autoria desconhecida, traduzido e adaptado, publicado em Queremos o Tudo Sobre Plantas de volta!

foto: Anderson Porto

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias