Cúrcuma (Curcuma longa)

Planta extremamente arraigada à cultura indiana, tanto na medicina como na culinária, sendo que este país é responsável pela produção de 90% de toda Cúrcuma produzida no mundo.

No Brasil a cúrcuma é chamada de açafrão, principalmente nas regiões […]
NOME CIENTIFICO: Curcuma longa
NOME(S) POPULAR(ES): Cúrcuma, falso-açafrão, açafrão-da-terra, acafrão-da-índia, açafrão, açafroa, açafroeiro-da-índia, curcumã, batata-amarela, batatinha-amarela, gengibre-amarelo, gengibre-dourada, mangarataia
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
ficha: http://www.tudosobreplantas.com.br/asp/plantas/ficha.asp?id_planta=5
=-=-

A saúde na cozinha – temperos!

Foto: fabiana serrano – nutricionista

Você sabia que podemos evitar e curar doenças usando os temperos corretos? Muitas plantas que usamos como temperos possuem propriedades benéficas a nossa saúde.

Estes fitocompostos quando consumidos de forma contínua na nossa alimentação podem prevenir e curar determinadas patologias.

O louro, o manjericão, o orégano e o alecrim por exemplo possuem atividade anti-inflamatória e carminativa, isto é, auxilia a digestão e a eliminação de gases. Podem ser usados diariamente na nossa alimentação temperando nosso feijão, nossas carnes e legumes.

Legumes no vapor temperados com alecrim ficam deliciosos e além disso podem fazer com que seja reduzido a quantidade de sal do prato.

Outro tempero que combate a inflamação e possui um sabor delicioso é a cúrcuma, ou açafrão como também é conhecido. Pó de cor amarela usada em pratos como arroz e frango, tem um aroma agradável e se usado continuamente pode prevenir processos inflamatórios e melhorar a imunidade, isto é, preparar meu corpo para combater melhor as doenças.

Já a noz-moscada é indicada para as desordens gástricas pois reduz a acidez e o volume das secreções gástricas, além de proteger o fígado.

A hortelã também tem um papel importante na proteção do estômago e fígado, tem ação contra algumas bactérias como a Helicobacter pylori (bactéria envolvida com a úlcera e câncer de estômago).

A erva-doce reduz a intensidade de contrações uterinas por isto pode ser usada por mulheres que sofrem de cólicas menstruais.

A salvia possui uma ação estrogênica suave e é indicada para mulheres na menopausa pois ajuda nos fogachos (calores) comuns nesta fase da vida.

O alho, que talvez seja o tempero mais usado de todos, tem uma grande quantidade de vitaminas e minerais, suas propriedades medicinais se devem aos compostos sulfurados como a alicina.

A ação do alho é muito ampla, atua no estômago melhorando a digestão, impedindo a proliferação de bactérias. Tem atuação em algumas enzimas hepáticas responsável pela detoxificação (eliminação) de diversos agentes causadores de câncer.

Atua prevenindo gripes e resfriados. Porém para obtermos estes efeitos é necessário consumir o alho cru, pois o cozimento destrói seu princípio ativo. Além disso deve ser armazenamento em local seco, bem ventilado e longe dos raios solares. O armazenamento no refrigerador – deve ser restrito a no máximo uma semana, acondicionados em sacos de papel vedados ou recipiente fechado.

A pimenta também é um tempero muito interessante. Tem a propriedade de aumento da termogênese (calor) do corpo e consequentemente ajuda a reduzir o peso corporal. Isto se deve a capsaicina (composto ativo nas pimentas). Alguns estudos sugerem inclusive que a pimenta reduza o apetite quando ingerida antes das refeições. A pimenta é rica em vitaminas e minerais, é estimulante da secreção digestiva e da produção de enzimas digestivas (salivar e gástrica), protege o estômago e é anti-inflamatória. Como alimento, salvo casos de pessoas alérgicas, não há contraindicações para uso de temperos naturais na sua alimentação.

Para um uso mais intensivo ou para tirar suas dúvidas, procure um profissional de saúde especialista em fitoterapia.

__
por Maria Angélica Fiut
NUTRICIONISTA CLÍNICA E FITOTERAPIA
CRN4: 05101043
www.abfit.org.br

20 antibióticos naturais e alimentos que melhoram a imunidade

alho

1) ALHO

Doenças que previnem: diarreias (Campylobacter) e úlcera de estômago (H. pylori).

Atuação: contém alicina, que é responsável por seu aroma. Estudos da Universidade do Estado de Washington, nos Estados Unidos, mostraram que um derivado da alicina rompe o filme protetor da Campylobacter e muda sua estrutura enzimática até matá-la. A Campylobacter é conhecida por contaminar alimentos e provocar diarreia. “É um indicativo de que o alho pode ser utilizado como antibacteriano natural, além de proteger a comida”, diz Xiaonan Lu, microbiologista e autor da pesquisa. A alicina ainda atua sobre o RNA da H. pylori, causadora de úlceras e do câncer de estômago.

Uso: como tempero de carnes e para refogar pratos quentes.

Quantidade sugerida: 600 mg de alho por dia, o equivalente a 1 dente cru.


echinaceae

2) EQUINÁCEA

É um antibiótico natural, a equinácea ajuda a combater bactérias, vírus, fungos e outros micróbios causadores de doenças. A equinácea estimula de várias formas o sistema imunológico que é fundamental na luta contra as infecções. Além disso, estimula a produção celular de uma substância denominada interferon (um antiviral natural).

Como esses efeitos são relativamente efêmeros, é melhor tomar a equinácea em intervalos frequentes – até de duas em duas horas durante infecções agudas.


Continue Lendo “20 antibióticos naturais e alimentos que melhoram a imunidade”

Você sabia de onde vinha esse alimento? – parte 1

Abacaxi (Ananas comosus)
abacaxi
abacaxi-2

Continue Lendo “Você sabia de onde vinha esse alimento? – parte 1”

SiSTSP – Cúrcuma (Curcuma longa)

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
| SiSTSP – Banco de Plantas Notaveis
| Projeto Tudo Sobre Plantas
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
NOME CIENTIFICO: Curcuma longa
NOME(S) POPULAR(ES): Cúrcuma, falso-açafrão, açafrão, açafroa, açafrão-da-terra, acafrão-da-índia, açafroeiro-da-índia, curcumã, batata-amarela, batatinha-amarela, gengibre-amarelo, gengibre-dourada, mangarataia
FAMILIA (Cronquist): Zingiberaceae
FAMILIA (APG2): Zingiberaceae
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
Planta extremamente arraigada à cultura indiana, tanto na medicina como na culinária, sendo que este país é responsável pela produção de 90% de toda Cúrcuma produzida no mundo.

No Brasil a cúrcuma é chamada de açafrão, principalmente nas regiões de Minas Gerais e Goiás, mas não podemos confundir a Cúrcuma com o verdadeiro açafrão, o Crocus sativus, só por que os dois possuem a coloração amarelada.

A Cúrcuma também é conhecida como Açafrão-da-terra, Açafrão-da-índia, e a planta como um todo é chamada de açafroeira.[5]

Dela se obtém uma especiaria homônima que é o principal componente do tempero do caril (prato culinário) à indiana (ou curry).

Da sua raiz seca e moída se extrai o pó, conhecido simplesmente por açafrão, utilizado como condimento ou corante de cor amarela e brilhante, na culinária e no preparo de medicamentos.

Sua característica principal é atuar como digestivo e ativador da função hepática.[2]
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
ficha disponivel online em:
http://www.tudosobreplantas.com.br/asp/plantas/ficha.asp?id_planta=5
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
Registro atualizado em: 14/06/2013 23:49:27, por Anderson Porto.
=-=-