Arquivo da tag: Horta Urbana

Horta Urbana no telhado

Um grande jardim de 0,2 hectare localizado no telhado das casas pertencentes a uma cervejaria regional, em Liuzhou na província de Guangxi, China.

Seleção_300

Jardim de 0,2 hectare localizado no telhado da cervejaria regional, em Liuzhou, província de Guangxi, China.

Seleção_301

Taxa de urbanização de modernização acontece tão rápido que as terras agrícolas estão a diminuir drasticamente, aumentando a produtividade e os rendimentos das culturas, trazendo ciência e tecnologia ao que não poderia atender às necessidades crescentes humanas. Neste contexto, este jardim exótico é uma idéia criativa e extremamente útil.

Seleção_302

Os agricultores podem plantar vegetais e culturas alimentares em telhados.

Seleção_303

Estes agricultores já não estão preocupados com a diminuição de área de terras agrícolas pelo impacto do processo de industrialização e modernização.

Seleção_304

Um homem irrigando os cultivos de Lotus no telhado.

Seleção_305

O sorriso das camponesas.

Seleção_306

O jardim não é só para satisfazer as necessidades alimentares das pessoas, mas também ajudá-los a ter uma vida em harmonia com a natureza.

Fonte: [ News.Zing.Vn ]

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Alimentos, Cultivo, Curiosidades, Ecologia, Estudos, Jardinagem, Meio Ambiente, Projetos

Parceria que frutificou: Horta Urbana na Saens Peña

Uma mistura inusitada: organização ecológica livre e filosofia pedagógica trazem vida e verde à Tijuca

por Hara Flaeschen

horta 3

A parceria de dois movimentos diferentes, mas com propósitos que se complementam, irá, literalmente, dar frutos. A Praça Sáenz Peña (Saens Peña, na grafia popular), na Tijuca, ganha uma Horta Urbana e encanta e mobiliza os idealizadores do projeto e moradores do entorno. É a primeira parceria da organização livre ‘Planta na Rua’ e de estudiosos e praticantes da pedagogia Maria Montessori, que acreditam que observar a vida e integrar-se à natureza é parte da educação: a horta é pública desde o momento de sua preparação até o momento da colheita.

O ‘Planta na Rua’, responsável por outras hortas públicas na área urbana do Rio, foi criado no final de 2009, por Mono Telha (como se autodenomina o seu criador). Inicialmente, se limitava à criação das hortas e produção de literatura alternativa, e agora abrange uma série de ações cooperativas e independentes, como adoções de canteiros, oficinas, revistas, vídeos e palestras. “A ideia e ação estão sendo difundidas pelos estados do país e possuem caráter internacionalista, autogerido em via das ações diretas”, conta Mono Telha.

horta 1

A junção dos dois segmentos foi bastante construtiva: conseguiram o apoio da Associação Comercial e Industrial da Tijuca (ACIT), que cuidou da parte burocrática. Em seguida, redigiram o projeto e a ACIT protocolou na Fundação Parques e Jardins (FPJ). Assim, conseguiram também a colaboração da Comlurb /FPJ na manutenção uma vez por mês. Semanalmente a sociedade é convocada a se apropriar da horta, ajudar em sua manutenção e se juntar ao grupo. Para manter a periodicidade, cinco famílias se revezam para estarem presentes todos os domingos.

Apesar dos frequentes elogios, os tijucanos ainda não se integraram completamente, afirma Bruna Brasil, mobilizadora do projeto e adepta do movimento montessoriano: “A população se encanta, mas não entende ainda que a horta é de todos, pensam que ela pertence ao grupo e ficam elogiando de longe. Ela é feita por todos, para todos, e deve ser cuidada e usufruída por todos. Precisamos que os tijucanos sintam-se donos da horta, como se fosse parte do seu quintal, e que o espaço público configure de fato um espaço de integração da sociedade”.

Os ‘jardineiros’ não têm restrições, além de não poderem plantar árvores grandes. Hortelã, manjericão, boldo, salsinha, cebolinha, alecrim, limão, tangerina, couve, morango e tomate são algumas das mudas, doadas pelos voluntários que compareceram no evento do plantio. Os mutirões acontecem todos os domingos, a partir das 10h. Segundo Bruna, para participar é só ir até a horta, levando água de casa para regar onde estiver seco, recolhendo o lixo, conscientizando as pessoas ou plantando uma muda nova no lugar das que morreram.

“As crianças têm uma ligação maravilhosa com todos os espaços que recebem o ‘Planta na Rua’, elas sentem-se felizes juntando brincadeiras com aprendizados. É observada a importância desse trabalho em noção ampla, elas se prestam a ajudar no seu próprio futuro. É lindo ver as crianças nas atividades, depois conversando conosco sobre a opinião delas, são flores se cuidando, se regando. Emocionante e muito importante“, conclui o idealizador. Os mutirões na Saens Peña acontecem todos os domingos, a partir das 10h, e os movimentos em outros lugares podem ser informados pelo e-mail plantandonarua@gmail.com.

horta 2

Fonte: [ Notícias da Vila – UERJ ]

Deixe um comentário

Arquivado em Alimentos, Cultivo, Projetos