Um mês de experiências práticas diárias no sítio Tudo Sobre Plantas

Hoje completei um mês de experiências diárias no sítio Tudo Sobre Plantas. Quero relatar um pouco de como está sendo esta experiência para vocês, de repente pode ser de alguma utilidade para alguém.

Bem… A coisa começa cedo. Acordo 4 da manhã, todo dia. Domingos inclusos. Tive que organizar uma rotina que abrange desde a preparação do café até horário para lavar roupas (muita meia, calças, camisas e toalhas).

Preparo a marmita do almoço, cooco gelo na garrafa dágua, separo algumas frutas para lanches, dou comida para os peixes na piscina, vejo o que tenho que levar, o que vai ser necessário para o dia e vou fazer as coisas no sítio.

Continue Lendo “Um mês de experiências práticas diárias no sítio Tudo Sobre Plantas”

(Re)início do ciclo de experiências práticas no sítio Tudo Sobre Plantas

Foi preciso uma pandemia mundial para que eu desse início à mudança para o sítio, alguns lotes de terra que tenho em Araruama, RJ.

Já tinha começado, tempos atrás, construindo um canal e uma futura casinha, plantando alguma coisa ou outra. Tinha feito planos, desenhos, e tive que parar por falta de grana. A foto abaixo é de outubro de 2011.

O espaço é em declive, pouco acentuado, com muito capim numa parte, algumas árvores num dos cantos, uma jaqueira, duas mangueiras, duas árvores imensas de jamelão. O solo ainda praticamente todo de areia e areola.

Em abril de 2018 fiz um curso de Horta Comunitária Agroflorestal. Em janeiro de 2020 fiz um curso de Permacultura e um de Bioconstrução. Decidi que era a hora de migrar para o sítio em abril deste ano e começar a plantar alimentos.

Óbvio, está sendo uma fase de transição para mim, sair da cidade e ir morar no campo, com todas as dificuldades e prazeres inerentes.

Continue Lendo “(Re)início do ciclo de experiências práticas no sítio Tudo Sobre Plantas”

Plantando e fazendo a manutenção da horta agroflorestal

Hoje de manhã tava lá na horta, plantando e fazendo a manutenção, tirando matinhos e repondo a cobertura em alguns locais.

Horta agroflorestal – frutíferas, ervas e temperos

Projeto de Horta em Caixotes com Jardineiras

Projeto de horta suspensa que fiz em parceria com [ Vania Mendonça ], no Rio de Janeiro.

Morangueiros em jardineiras e uma horta em caixotes, num espaço de 1,60m.

Plantei couve, sálvia, alecrim, manjericão, coentro bravo, aipo, hortelã, cebolinha, salsa, novalgina, erva-doce… E em vasos grandes (depois mando fotos) um pé de limão taiti e um de fruta-de-conde.

Pena que quando deu para fotografar já estava escuro. Valeu muito a experiência, fiquei bem cansado e feliz com o resultado.

E gente… Finalmente consegui fazer meu primeiro trabalho com hortas elevadas.

Segundo consta, agora sou projetista e construtor de Hortas em Pequenos Espaços… Ói que chique? ☺️😘

Abraços!

Anderson Porto
https://www.tudosobreplantas.com.br

“Queremos uma horta em casa”: Saiba como os ciclos da lua podem ajudar

Hortaliças, tubérculos, leguminosas, ervas… Cada grupo, com suas variadas espécies, tem a melhor época de semear e colher. Observar a natureza é uma das melhores formas de aprender.

Ter uma horta orgânica em casa passou a ser o objeto de desejo de muitas famílias. Se você também deseja produzir alimentos livres de agrotóxicos e frescos, estude o melhor espaço para receber terra onde você mora. Em um canteiro de 3 x 4 metros já é possível iniciar uma pequena produção orgânica.

Importante fazer um breve estudo de horticultura, a começar pelos instrumentos e equipamentos que são necessários, além das noções sobre solo, germinação de sementes, reconhecimento e controle de ervas daninhas e pragas, para então iniciar o projeto da horta da família. Outro fator importante, na opinião de Anderson Porto, pequeno produtor rural e criador do portal Tudo Sobre Plantasé desenvolver uma leitura mais próxima da natureza. “Observar os ciclos da lua pode ajudar a marcar as melhores épocas de plantio, cultivo e colheita”, ele acrescenta.

Como os ciclos da lua podem ajudar na horticultura

Lua Nova: Melhor época para acontecer a semeadura, o plantio de tudo o que cresce acima da terra. Ideal também para o corte de bambu para construção; colheita e plantio de raízes, tubérculos, rizomas e bulbos; podas gerais para a produção de matéria seca.

Lua Crescente: Nesta época, a seiva sobe para as folhas, concentrando-se nos talos e ramos. Quando também pode ocorrer o plantio de tudo o que cresce acima da terra (tomate, laranja, alface, milho, soja são alguns exemplos). Durante a lua crescente, costuma acontecer a colheita de folhas (medicinais) e, pouco antes da lua cheia, a colheita de cereais. Podas com maior produção de biomassa para adubo verde estão em boa fase. Já no final da lua crescente, costuma ocorrer o corte de madeira para lenha.

Lua Cheia: Perto da lua cheia, as plantas estão com seus aromas potencializados, atraindo animais. No período de maior luminosidade lunar, a seiva está nas folhas. A lua cheia é ideal para a colheita de flores, frutos e folhas, assim como o plantio. Deve-se evitar mexer muito nas plantas, limitando-se a retirar folhas secas e galhos. Podas com maior produção de biomassa para adubo verde estão em boa fase.

Lua Minguante: A seiva desce para as raízes. Boa época para plantio, semeadura de tudo o que cresce abaixo da terra (alho, cenoura, cebola, mandioca, batata, rabanete são alguns exemplos). Podas e corte de árvores e bambus estão em boa fase. Pouco antes da lua nova, é o momento ideal para colheita de sementes. Dê preferência para intercalar adubações de 15 em 15 dias, sendo uma delas durante o último quarto minguante.

fonte: [ Fluid ]