Arquivo da tag: partículas

Plantas da Amazónia regulam o clima da região

Plantas libertam pequenas partículas de potássio no ar
(Imagem: Jason Auch)

Vegetação altera a química atmosférica

Segundo um estudo publicado na revista «Science», realizado por uma equipa de investigadores internacionais, as plantas da floresta Amazónia [?], no Brasil, determinam o clima.

O grupo de trabalho recolheu amostras de ar numa torre localizada a 80 metros de altura para analisar no acelerador de partículas norte-americano e descobriu que a vegetação existente na floresta brasileira liberta pequenas partículas de potássio que vão fazer com que chova.

Os cientistas que realizaram a experiência afirmam que 90 por cento das partículas de aerossóis, responsáveis por agregar água atmosférica em gotículas de chuva, contêm essas pequenas doses de potássio.

Os investigadores já sabiam da existência de sais de potássio em suspensão, mas não sabiam qual a sua origem. Consideram que o potássio apenas pudesse estar contido em partículas orgânicas maiores, e só apareceria depois de se degradar e não em pequenas partículas com 20 nanómetros.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Estudos, Meio Ambiente

Efeito químico desconhecido favorece Homeopatia

(reportagem escrita por Andy Coghlan, da revista “New Cientist”, publicada pela Folha de São Paulo, em 08/11/2001)

Uma descoberta ocasional pode desafiar crenças e ameaça reacender o debate sobre se existe base científica para acreditar se a Homeopatia de fato funciona.

Um grupo da Coréia do Sul descobriu uma dimensão inteiramente nova no processo que é talvez o mais simples dos livros de química: o que acontece quando se dissolve uma substância em água e então se adiciona mais água.

O saber convencional diz que as moléculas dissolvidas simplesmente se espalham, afastando-se mais e mais uma das outras à medida que a solução é diluída. Mas dois químicos descobriram que algumas delas fazem exatamente o contrário: elas se agrupam, primeiro como aglomerados de moléculas, depois como grandes agregados.

A descoberta impressionou os cientistas e poderia fornecer o primeiro indício científico sobre como os remédios homeopáticos funcionam. Os homeopatas diluem sucessivas vezes os medicamentos, acreditando que quanto mais alta a diluição mais potente o remédio se torna.

Alguns diluem “infinitamente”, até que não sobre nenhuma molécula no remédio. Eles acreditam que a água mantenha uma memória do ingrediente ativo, que seria mais potente que a molécula em si. Outros usam soluções menos diluídas – geralmente diluindo um remédio seis vezes. O estudo coreano pode finalmente abrir as portas para a reconciliação da potência dessas soluções menos diluídas com a ciência normal.

O químico alemão Kurt Geckeler e seu colega Shashadhar Samal esbarraram no efeito enquanto investigavam fulerenos no seu laboratório no Instituto de Ciência e Tecnologia de Kwangju, Coréia do Sul. Eles descobriram que essas moléculas, também conhecidas como “buckyballs”, continuaram a se agregar em solução.

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Curiosidades, Homeopatia