Arquivo da tag: Professor

Biblioteca Viva da Natureza

Professo um tipo de espiritualidade que se inspira, não nas escrituras sagradas, mas na Biblioteca Viva da Natureza. Sábia e Amorosa, a Natureza é uma autentica professora, que oferece todas as respostas para todas as demandas humanas, sejam elas tangíveis ou existenciais.

biblioteca_viva

A maioria dos modelos de espiritualidade, por sua vez, nos tornam reféns de inúmeros paradigmas processados pelo intelecto. Essa forma mental de se relacionar com o Divino promove, por um lado, a culpa e o julgamento e, por outro lado, a ideia fantasiosa de seres “iluminados” que se desligam da matéria, mas se apegam a um conceito imaginário de transcendência.

Em contrapartida, a Natureza oferece inúmeras referências constatáveis – preciosos ensinamentos – que tornam a existência humana verdadeiramente significativa. O Seres e Forças da Natureza são expressões puras do Criador. Ao contemplá-los, entramos numa autêntica sintonia com o Ser Natural que somos. Quando estabelecemos essa Conexão Natural, desvelamos os segredos do bem-viver.

Amir El Aouar

Fonte: [ Conexão Natural ]

1 comentário

Arquivado em Artigos, Estudos

Entrevista com o professor Francisco José de Abreu Matos, criador do projeto Farmácias Vivas

ENTREVISTA PROFESSOR ABREU MATOS – CRIADOR DO PROJETO FARMÁCIA VIVA

Segue uma ótima entrevista com o professor Abreu Matos para o site Sapiência, poucos meses antes de seu falecimento:

A missão de unir o conhecimento popular ao científico

Sapiência – Como partiu a idéia de criação do Projeto Farmácia Viva?

Dr. Matos – Pouco depois de aposentado, fiz um retrospecto de minha atividade ao longo 20 anos, como professor e pesquisador em regime de Dedicação Exclusiva na UFC, nas áreas de farmacognosia e de química orgânica, especialmente com produtos naturais.

Numerosas comunicações em congressos, trabalhos publicados no Brasil e no exterior, muitos dos quais sobre estudos, envolvendo as áreas da taxonomia botânica, química de produtos naturais secundários e farmacologia, realizados em equipes de plantas medicinais em ocorrência no Nordeste tinham aí a justificativa de suas propriedades.

Isto, mais a minha participação no Programa de Pesquisas de Plantas Medicinais, o PPPM, idealizado e coordenado pela antiga Central de Medicamentos do Ministério da Saúde (CEME), formaram a base para a criação do Projeto Farmácias Vivas, com o objetivo de promover a substituição de plantas usadas empiricamente por outras com a garantia de eficácia e segurança disponíveis na região.

Havia chegado à hora de retribuir para o povo o que recebi em muitos anos de estudos como aluno da escola pública, do ginásio até a universidade.

Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Entrevistas, Plantas Medicinais

É bom pra quê? Parte 3

Químico do MA receita extrato de graviola para tratar câncer

Ele consulta pacientes, faz diagnósticos e receita remédios a base de plantas, mas não é médico. E o extrato de graviola, testado em laboratório, pode multiplicar as células cancerígenas.

O doutor Drauzio Varela conta a história de um químico do Maranhão que fabrica e receita produtos à base de plantas para tudo que é tipo de doença, um absurdo que nos faz repetir a pergunta sobre os fitoterápicos.

Imperatriz é a segunda maior cidade do Maranhão. Cerca de 236 mil pessoas vivem nela, e mais da metade é pobre. E 26% são analfabetas. A cidade tem um único hospital público grande e 34 postos de saúde. Em um deles, encontramos Dona Carmosina.

“Em 90% dos pacientes que chegam com ferimentos que demoram a cicatrizar, ela (a pomada de graviola) tem funcionado muito bem”, diz o médico do posto.

Dona Carmosina não foi atrás de nenhum curandeiro, procurou um posto de atendimento do Sistema de Saúde Pública (SUS). Lá, ela recebeu uma receita assinada por um médico: pomada para graviola, que não serve para nada.

O professor Antônio Augusto Brandão Frazão dá aulas na Universidade Estadual do Maranhão. Ele tem um centro de tratamento com plantas na área do Aeroporto de Imperatriz, construído e mantido pela Infraero. Nesse local, ele consulta pacientes, faz diagnósticos e receita remédios a base de plantas, sem ser médico. O professor é químico.

Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Caso Drauzio Varella, Fitoterápicos, Plantas Medicinais