Arquivo da tag: RS

SiSTSP – Ipê roxo (Tabebuia heptaphylla)

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
| SiSTSP – Banco de Plantas Notaveis
| Projeto Tudo Sobre Plantas
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
NOME CIENTIFICO: Tabebuia heptaphylla
NOME(S) POPULAR(ES): Ipê roxo, Ipê rosa, abroé, graraíba, ipê (RJ,SC), ipê-de-flor-roxa, ipê-piranga, ipê-preto (RJ,RS), ipê-rosa (MG), ipê-roxo-anão (SP), ipê-uva, pau-d`arco (BA), pau-d`arco-rosa (BA), pau-d`arco-roxo (BA,MG) peúva (MS) e piuva (MS,MT).
FAMILIA (Cronquist): Bignoniaceae
FAMILIA (APG2): Bignoniaceae
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
Popularmente conhecida como ipê-roxo, é uma das espécies que vêm sendo estudadas por ser de alto valor econômico, considerando-se as finalidades de sua madeira e extrativos foliares, e pela diminuição preocupante do número de indivíduos que ainda são encontrados em áreas de ocorrência natural (ETTORI, 1996).
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
ficha disponivel online em:
http://www.tudosobreplantas.com.br/asp/plantas/ficha.asp?id_planta=98
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
Registro atualizado em: 02/06/2013 13:15:18, por Anderson Porto.
=-=-

Deixe um comentário

Arquivado em SiSTSP

Emater/RS-Ascar, UFRGS e Embrapa realizam pesquisa em oliveira

Cultivo de oliveiras demonstra boa adaptação a solos gaúchos *** Foto: Kátia Marcon, divulgação Emater/RS-Ascar

Resistente à estiagem, a oliveira começa a mostrar seu potencial para os produtores gaúchos.

Em Cachoeira do Sul, uma pesquisa que envolve técnicos da Emater/RS-Ascar, da UFRGS e da Embrapa está avaliando a resposta da oliveira a diferentes doses de cálcio e boro.

Segundo Clésio Gianello, professor do Departamento de Solos e do Programa de Pós-graduação em Ciência do Solo e coordenador do Laboratório de Análises de Solo e de Tecido Vegetal da UFRGS, essa pesquisa destina-se a fazer testes de nutrição da planta no que diz respeito ao uso dos elementos cálcio e boro.

“Estamos há 3 anos desenvolvendo essa pesquisa. No primeiro ano, colhemos em média 8 quilos por planta da variedade Arbequina. Já no terceiro ano, estamos retirando em média 30 quilos por planta. Esses resultados se devem, principalmente, ao crescimento das plantas”, comemora Gianello.

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Alimentos, Cultivo, Técnicas

Horto de plantas biotivas ensina uso de plantas para o bem-estar animal

O horto de plantas bioativas, implantado no espaço da Emater/RS-Ascar, na Expodireto Cotrijal, traz como tema a fitozooterapia, uma inovação com relação aos anos anteriores quando o enfoque central era para a aplicação de plantas bioativas em seres humanos.

Em oficinas diárias o público pode conferir duas receitas práticas e econômicas que podem servir não só para tratamento de doenças, mas também como prevenção. Os ingredientes utilizados são fáceis de encontrar e por ser uma alternativa caseira e natural tem baixo impacto no meio ambiente.

Segundo a extensionista de bem-estar social da Emater/RS-Ascar, Odete Haupenthal, as pessoas estão aceitando bem o novo tema. “Algumas ainda pedem receitas de chás, mas a maior parte dos visitantes gostou do tema, pois são produtores de leite e podem aproveitar todas as nossas receitas”.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Técnicas

Reunião Técnica sobre Plantas Biotivas terá abertura nesta quinta-feira em Porto Alegre

Os diretores técnico e administrativo da Emater/RS, respectivamente, Gervásio Paulus e Valdir Zonin, participam nesta quinta-feira (26/10), às 8h30min, da abertura da 6ª Reunião Técnica Estadual de Plantas Bioativas, que se realizará na sede da Emater/RS-Ascar (Rua Botafogo, 1051), em Porto Alegre. Para os dois dias do evento são esperadas mais de 150 pessoas.

Durante os dois dias da Reunião Técnica vários palestrantes estarão contribuindo com suas experiências e vivências em diversos painéis. “Vamos discutir o trabalho de identificação dessas plantas, formas de produção, o beneficiamento e os mercados, inclusive os institucionais”, comenta a assistente técnica estadual da Emater/RS-Ascar em plantas bioativas, Ana Valls. Durante o evento haverá exposição de plantas e sementes.

Desde 2006 o Rio Grande do Sul conta com uma política estadual para a fitoterapia e plantas medicinais, que recebem incentivos também em nível nacional, por meio de Decreto, para serem usados no Sistema Único de Saúde. A Emater/RS-Ascar está inserida no processo, orientando os agricultores familiares na produção, seja das plantas condimentares, seja nas fitoterápicas, ou ainda como “insumo agrícola, já que algumas plantas podem ser usadas na produção de um alimento orgânico”. “Esse tipo de produção é muito mais voltada para a agricultura familiar, principalmente quando se tratam de fitoterápicos para a utilização na saúde pública que requer uma produção dentro de uma visão ecológica, com um cuidado maior”, afirma Ana Valls.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Controle biológico, Ecologia, Projetos, Técnicas