Arquivo da tag: solo

O que é DRENAGEM?

drenagem_tudosobreplantas

O ciclo da água no planeta depende fundamentalmente das chuvas, que caem sobre os continentes, ilhas e oceanos.

A água que cai pode ser acumulada (em poças, lagoas, represas, etc.), pode infiltrar no solo, ou seguir seu curso, por ação da gravidade (terreno abaixo) para lagos e mares. No último caso, a porção superior fica mais seca, de modo que podemos dizer que tal porção foi drenada, na medida em que a água escoou.

Os solos possuem uma porosidade natural, em diversas concentrações, chamadas de permeabilidade. Algumas permitem a infiltração das águas no solo, outras não; destas onde surgem poças / acúmulo de água.

Drenagem é o ato de escoar as águas de terrenos encharcados, por meio de tubos, túneis, canais, valas e fossos sendo possível recorrer a motores como apoio ao escoamento. Em vasos e pequenos cultivos, é trabalhar a permeabilidade do substrato / solo, permitindo uma rápida infiltração e escoamento, ou retenção utilizando materiais porosos que absorvem e armazenam água.

É importante estabelecer a distinção entre dois tipos diferentes de drenagem:

– superficia: escoamento às águas que se acumulam na superfície do terreno;
– subterrânea: objectivo é retirar o excesso de água que existe no interior do solo (baixar o nível freático).

A drenagem de superfície tem por finalidade remover o excesso de água da superfície do solo, evitando, assim problemas de arejamento e conseqüente empoçamento da água na superfície do terreno.

Já na drenagem subterrânea pretende-se baixar o nível freático, fazendo um escoamento para canais e reservatórios, evitando o alagamento e perda do cultivo. Os canais podem ser naturais (córregos) ou artificiais de concreto simples, armado ou de gabião.

As causas de um nível freático elevado podem ser, além de uma camada impermeável mais ou menos superficial (que impede a drenagem natural), o elevado nível de um rio ou ribeiro, chuvas ou mesmo regas exageradas.

Os sistemas de drenagem, além dos condutos forçados e dos condutos livres, podem ser urbanos ou rurais e visam escoar as águas de chuvas e evitar enchentes.

Para aumentar a permeabilidade de substratos podemos utilizar areia de rio e outros materiais como pedras e cascas de árvores trituradas, misturados à terra vegetal, permitindo o escoamento e aumentando a aeração para as raízes.

___
Fontes consultadas:

http://www.portaleducacao.com.br/biologia/artigos/13481/drenagem-de-solo-para-paisagismo
http://www.tecnicasderegadio.info/index.php/drenagem/cap20-drenagem
http://wwwo.metalica.com.br/drenagem-na-construcao-civil

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Dirt! O Filme – legendado

O solo é uma herança de bilhões de anos que recebemos do Planeta. Na sua fina camada superior é onde podemos plantar, onde estão os microrganismos e elementos responsáveis pela formação de toda vida, de todos os animais, inclusive nós.

Povos crescem e desaparecem da face da Terra de acordo como tratam seu solo. Nos últimos 100 anos 1/3 das terras férteis da terra desapareceram.

O modo de produção chamado “agronegócio” está empobrecendo em rápida velocidade a terra por onde passa. A Agricultura Extensiva, além de contaminar a terra, mata seus microrganismos transformando muitas fazendas em desertos por todo o mundo.

Populações inteiras que transformaram suas terras em deserto estão sofrendo com a fome numa luta desesperada por comida.

O documentário nos oferece belas e inspiradoras soluções comunitárias para a recuperação do solo e da biodiversidade.

Participações especiais de Sebastião Salgado e Vandana Chiva.

1 comentário

Arquivado em Vídeos

Plantas carnívoras da Suécia estão virando vegetarianas

por Bruno Calixto

Foto: Petr Dlouhý / Wikimedia Commons

Um novo estudo, publicado na edição deste mês da revista New Phytologist, chegou a uma conclusão impressionante: uma espécie de planta carnívora da Suécia está virando vegetariana.

Ela não está preocupada com os insetos que come, nem buscando uma dieta mais saudável. A mudança de comportamento é resultado de um ambiente mais poluído.

Os pesquisadores analisaram como que a Drosera rotundifolia, uma planta carnívora comum em áreas pantanosas do norte da Europa, se alimenta.

Parte dos nutrientes a planta retira do solo, mas uma outra parte vem de insetos. O estudo, entretanto, percebeu que essas plantas estão perdendo o interesse nos insetos.

A culpa é do excesso de nitrogênio no solo.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Cultivo, Ecologia, Meio Ambiente

Erosão do solo – experiência

Experiência sobre erosão

Erosão do solo.

Com essa atividade é possível observar como a erosão acontece, e quais seus riscos.

Para desenvolver essa atividade é necessário garrafa plástica (PET), caixa, bacia, regador, água, terra, e terra gramada.

A professora irá explicar o que é a erosão do solo, e seguida dividir a sala em três grupos, e colocar diante deles o material, pedir para que um grupo faça e explique à erosão do solo na terra, o outro grupo a erosão no solo com vegetação (grama), e o outro grupo a erosão do solo com material orgânico.

Fonte: [ Educar brincando ]

2 Comentários

Arquivado em Ecologia

Bokashi caseiro

Bokashi

Como produzir seu próprio bokashi em casa

Existem muitas receitas diferentes de Bokashi em livros sobre agricultura orgânica/natural e na Internet, essa é só mais uma, com o diferencial de ser bem simples e com possibilidade de ser feita em qualquer casa ou apartamento. Divirtam-se!

1 – Um pouco de história

1.1 – O significado da palavra

A palavra bokashi, de origem japonesa, significa borrar, diluir. Como em uma maquiagem borrada. Posteriormente foi usada no sentido de diluir material orgânico com farelos fermentados, com o solo, para não serem usados puros e assim não causarem danos à cultura. Porém podendo ser usados diretamente na adubação de cobertura.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Adubação, Orgânicos, Técnicas